fbpx

Drogarias apostam na venda de novos produtos

Além dos medicamentos, as drogarias estão investindo em itens que facilitem o dia a dia do consumidor

O mercado farmacêutico vem se reinventando ao longo dos últimos anos. Hoje em dia, é muito comum perceber que já foi o tempo em que as farmácias vendiam somente remédios. A lista de produtos e o modelo de drugstores, conceito americano onde é possível encontrar desde brinquedos, eletrônicos, produtos de beleza, e, claro, remédios, já é uma realidade em solo brasileiro e regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), à medida em que o consumidor busca por mais facilidade em seu dia a dia.

Um exemplo disso, a Walgreens, uma das maiores redes de farmácias dos Estados Unidos, é referência mundial quando o assunto é a venda de itens que normalmente não seriam encontrados nas farmácias. Em solo brasileiro, um modelo de drogaria investindo em novos produtos para comercialização é a Farmácia Farma e Farma de Prudentópolis, no Paraná.  Recentemente, a franquia incluiu em seu mix de produtos um item inovador: a flanela com tecnologia antiembaçante Outfog, que chegou ao mercado com o desafio de eliminar o embaçamento das lentes de quem utiliza máscara, item de segurança essencial para diminuir o contágio do Coronavírus.

“A receptividade dos clientes em relação à flanela foi muito boa, devido à dificuldade do uso de óculos junto com as máscaras. O retorno foi bom devido ao fato de que os clientes que compraram, indicavam a flanela para seus amigos e parentes. Era um produto que faltava no mercado farmacêutico e, com certeza, continuaremos a ter sempre em estoque, visto que as vendas da flanela deram uma excelente lucratividade, superando a nossa expectativa”, destaca Leomar Kaczarouski, proprietário da drogaria paranaense.

Novos produtos nas drogarias

Na visão do proprietário da drogaria, o consumidor tem buscado cada vez mais as farmácias como opção para a compra de itens para o seu dia a dia. “Os produtos procurados vão desde barras de cereais e proteína, bebidas, até guloseimas, como balas e chocolates. O sucesso desses itens também se dá ao fato de que normalmente, quando a pessoa entra na farmácia para comprar algum medicamento, ela acaba levando algum outro produto também. E esse investimento em novos produtos, representa um aumento no faturamento de qualquer farmácia, além de ser um diferencial competitivo para o estabelecimento”, comenta Kaczarouski.

A venda da categoria chamada de “não medicamentos”, especialmente de itens de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, da sigla HPC, é o que mais chama a atenção dos varejistas. Um levantamento divulgado pela Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar), aponta que 32% das vendas totais das farmácias em 2018 no Brasil, foram resultado de não medicamentos, principalmente, de produtos de HPC, totalizando um faturamento de R$ 120,3 bilhões. “Na Farma e Farma, os itens de higiene pessoal, perfumaria, bem como conveniência e beleza já representam uma importante fatia do faturamento da farmácia, sendo um dos mais procurados, depois dos remédios”, completa Kaczarouski.

Novidades nas distribuidoras

No ramo de distribuidoras farmacêuticas, também já existem empresas que estão investindo em itens que facilitem o dia a dia das pessoas. Atendendo farmácias e drogarias nos três Estados do  Sul do Brasil, a GAM; distribuidora de produtos de perfumaria e medicamentos, por exemplo, também visualizou na flanela a oportunidade de inovar no mercado. “É uma excelente solução para os usuários de óculos. Em nosso ciclo social ouvia-se muitas reclamações com a dificuldade de lentes embaçadas. No Brasil temos um grande número de farmácias, então isso facilita o acesso dos usuários ao produto; principalmente, num momento onde as restrições de circulação são necessárias”, revela Mario Luiz Maccari, gerente de compras da GAM.

Além disso, Maccari avalia que o segmento vem cada vez mais se consolidando na venda da linha de produtos voltados para higiene e beleza. “Também observa-se uma inclinação para itens de conveniência voltados para a saúde, como alimentos light e diet. Essa movimentação das farmácias voltada para linha HB iniciou aproximadamente há duas décadas e a GAM acompanhou. Assim, fomos diversificando nosso mix de produtos de acordo com a demanda e atualmente disponibilizamos uma linha completa para os pontos de venda com mais de cinco mil itens em estoque”, aponta.

Produtos inovadores

O diretor comercial da La San Day, distribuidora do canal farma com mais de 3.800 farmácias em sua rede de clientes; Altemir Barreto, afirma que a flanela Outfog é produto com um grande diferencial. “É um item oportuno para este momento, bem como de fácil utilização e que evita o incômodo do embaçamento das lentes”, diz.

Além disso, Barreto conta que,  para a La San Day é muito importante investir em produtos inovadores para o ramo farmacêutico. “É essencial agregar valor a categoria “não medicamentos”, trazendo itens que, assim como a flanela, facilitem o dia a dia do consumidor. Com mais de 300 produtos em nosso catálogo, como suplementos alimentares, nutracêuticos, dermocosméticos e itens de higiene e beleza; o nosso objetivo é continuar levando diferenciais aos distribuidores, bem como aos varejistas e consumidores”, observa o empresário.

Cinco desdobramentos da Covid-19 no varejo farmacêutico

Foto: Shutterstock

Fonte: flanela Outfog

Deixe um comentário