E-commerce brasileiro registra crescimento de 39,4% em outubro em comparação com o período pré-pandemia

Veja em quais setores houve aumento das vendas e quais regiões tiveram destaque no e-commerce no período pré-pandemia, de acordo com a Mastercard SpendingPulse

De acordo com o Mastercard SpendingPulse™, que mede as vendas na loja e no varejo online em todas as formas de pagamento, o e-commerce* brasileiro cresceu +39,4% em outubro, em comparação ao período pré-pandemia em outubro de 2019.

Hobby & Livros (+82,9%), Eletrônicos (+78,2%) e Móveis (+36,4%) são os setores que mostraram o crescimento mais significativo do e-commerce no Brasil, na comparação com o mesmo mês em 2019.

Por outro lado, as vendas do e-commerce registraram uma redução no comparativo ano-a-ano de -24,9%, em comparação com o forte crescimento do setor experimentado em outubro de 2020.

Comércio eletrônico aquecido

“Como agora os consumidores estão gradualmente retornando as suas antigas rotinas, com menos restrições e isolamento relacionados à pandemia, o SpendingPulse revelou uma queda ano-a-ano no crescimento do comércio eletrônico quando comparado aos grandes picos e grandes números que o período pandêmico trouxe para as vendas online”, afirma o gerente geral da Mastercard Brasil, Estanislau Bassols.

“Portanto, neste momento, é ainda mais relevante que forneçamos insights em comparação com o período pré-pandêmico, pois estes nos trarão de fato uma visão mais esclarecedora tanto deste crescimento contínuo quanto das novas preferências de consumo dos brasileiros“, conclui o executivo.

Todavia, as vendas totais no varejo cresceram +23,6% na comparação com o período pré-pandemia.

Já as vendas do varejo nas lojas brasileiras cresceram +2,6% no comparativo com o mesmo período em 2020.

Crescimento de vendas por região

As regiões Norte (+7,8%), Centro-Oeste (+4,6%) e Sul (+4,2%) superaram o restante do país, enquanto Sudeste (+2,3%) e Nordeste (-0,3%) tiveram desempenho inferior ao crescimento das vendas nacionais.

*As vendas no comércio eletrônico são vendas de bens e serviços nas quais os compradores fazem um pedido ou o preço e os termos da venda são negociados pela Internet, em um dispositivo móvel (M-commerce), Extranet, rede EDI (Electronic Data Interchange), correio eletrônico ou outro sistema online comparável. O pagamento pode ou não ser feito online.

Fonte: Mastercard

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário