fbpx

Em abril, no Guia da Farmácia: a importância da inteligência de dados

Seja para uma farmácia, ou qualquer outro negócio, os dados podem ser comparados a uma biblioteca. Nela, a empresa encontrará todo seu histórico, balanços e pesquisas, informações valiosíssimas para criar novas estratégias baseadas em fatos

E, hoje, essa biblioteca se tornou crucial para melhorar margem, estoque, compras, promoções, preços, identificar funcionários bons e os ruins, e se antecipar aos problemas para atender os clientes da melhor forma possível.

Mas para que os dados possam ser usados da melhor forma possível, é fundamental que estejam organizados, tenham informações variadas e de qualidade, além de uma boa curadoria.

Diante dessa importância e complexidade do tema, a edição de abril da revista Guia da Farmácia mostra a importância dos dados para o canal farma, como utilizá-los e principais resultados obtidos com essa tática.

QUERO ASSINAR!

Entrevista da edição: CEO da Natulab, Wilson Borges

Esta edição também destaca a entrevista com o CEO da Natulab, Wilson Borges, que mostra como saiu da experiência do futebol para se tornar um grande executivo no setor farmacêutico.

No bate-papo, o executivo também revela as metas da empresa para os próximos anos.

Especial Saúde: Hipertensão, doenças de invernos e gatrointestinais, ansiedade.

Já o nosso Especial Saúde traz diversas abordagens que podem tanto ajudar no atendimento ao consumidor no ponto de venda (PDV), quanto à loja, na gestão de categorias estratégicas. Nesse espaço, exploramos temas como hipertensão, doenças de inverno e gastrointestinais, além da ansiedade.

Pandemia por Coronavirus: cobertura completa

E mais na edição de Abril do Guia da Farmácia: A pandemia por coronavírus também continuará sendo acompanhada, não só pela revista, como pelo Portal Guia da Farmácia, que traz atualizações diárias sobre o tema. Nesta edição da revista, mostramos as principais recomendações para que farmácias saibam lidar com seus colaboradores, bem como com o público, que pode chegar com dúvidas ou sintomas de risco.

Contem conosco para que possamos passar esse período com informações corretas, e abolindo as fake news.

QUERO ASSINAR!

Deixe um comentário