Farmácia clínica: acompanhe a evolução e futuro deste serviço

A assistência farmacêutica é uma realidade no Brasil e, ao mesmo tempo, um grande desafio para esse profissional que tem um papel fundamental na saúde e no bem-estar da população

É fácil mensurar o tamanho da importância das farmácias e, consequentemente, dos farmacêuticos no Brasil. De acordo com informações fornecidas pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) dão conta de que somente nas 26 redes associadas à entidade – presentes em 827 municípios e que cobrem 70% da população – há mais de 4,5 mil salas de serviços farmacêuticos.

Esses estabelecimentos estão ao alcance de milhões de brasileiros e têm o fundamental papel de orientar a população, auxiliar na detecção da doença e minimizar a procura por outros serviços de saúde.

Para o coordenador de Assistência Farmacêutica da Abrafarma e CEO da Clinicarx – plataforma de serviços farmacêuticos, Cassyano Correr, com o passar dos anos, esses espaços ganham cada vez mais força. Prova dela é que, no fim de abril do ano passado, por exemplo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a aplicação de testes rápidos para a detecção do novo coronavírus em ambiente farmacêutico.

“Com os testes rápidos, foi dado um passo além, permitindo que pessoas descubram se já tiveram contato com o vírus e se já desenvolveram anticorpos para a doença, recebendo orientação personalizada do farmacêutico sobre como proceder. Mais recentemente, algumas farmácias também estão fazendo teste de antígeno, identificando pessoas que estão com o vírus e transmitindo, permitindo orientação e encaminhamento adequado, a fim de fazer o isolamento e deter a disseminação”, comenta.

Para o diretor secretário-geral do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Rio de Janeiro (CRF/RJ), Ricardo Lahora, o profissional pode cumprir também o papel de educador em saúde e que os atendimentos clínicos variam e compreendem desde serviços como aferição de pressão arterial, glicemia capilar, temperatura corporal, até Atenção Farmacêutica domiciliar, aferição de parâmetros bioquímicos, entre outros.

“Todos esses serviços são associados à assistência farmacêutica, visando à promoção, proteção e recuperação da saúde dos pacientes. Os atendimentos farmacêuticos também focam em campanhas de saúde e na prevenção de doenças, principalmente crônicas, como diabetes, hipertensão, asma, e a busca pela qualidade de vida, tratando a obesidade e o tabagismo”, conclui.

Farmácia Clínica 

A Farmácia Clínica pode ser entendida como uma especialização do farmacêutico, na qual ele realiza ações para garantir o melhor uso possível dos medicamentos. É o que explica o gerente de serviços farmacêuticos da Drogaria Araújo, Fabiano Queiroz.

Segundo ele, a proximidade entre farmacêutico e paciente, associada ao uso de condutas padronizadas, gera um tratamento humanizado que coloca o paciente no centro das atenções.

“O que se busca em última análise é a melhor utilização das terapias medicamentosas e as correções de hábitos equivocados na relação do paciente com os medicamentos, especialmente em relação à automedicação”, diz.

Para a população, a Farmácia Clínica comunitária traz mais acesso a serviços de saúde e ajuda a melhorar os resultados que as pessoas têm com o uso dos medicamentos, além das medidas preventivas, de promoção da saúde. Contudo, para Correr, ainda existem muitos desafios a serem enfrentados para que as farmácias cresçam ainda mais nesses serviços.

“Olhando especificamente para as farmácias e drogarias, há entraves regulatórios de permissão para as farmácias prestarem determinados tipos de atendimentos. E do ponto de vista profissional, ainda há desafios de formação, principalmente aos profissionais que já estão no mercado de trabalho”, avalia.

De qualquer forma, os serviços farmacêuticos apresentam potencial de agregar valor ao estabelecimento farmacêutico e à saúde da população. “À medida que uma farmácia se torna mais conhecida e frequentada pelos serviços clínicos que oferece, pode impulsionar resultados financeiros para os gestores e para os farmacêuticos, ao mesmo tempo em que beneficia a população por representar uma alternativa de cuidado acessível, com ampla capilaridade e alta resolutividade”, declarou o Conselho Federal de Farmácia (CFF) ao Guia da Farmácia.  

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print