Suplementos Esportivos: Cada dia Melhor

Praticantes de esportes e atividades físicas querem mais do que um corpo bonito. Eles desejam resultados e, para isso, investem no consumo de suplementos que os ajudem a alcançar objetivos

Quem pratica esportes ou atividades físicas regulares está sempre em busca da melhor performance, objetivando melhores resultados. Dieta equilibrada e a própria dedicação à atividade escolhida fazem parte desse processo que ganha um aliado importante na figura dos suplementos esportivos.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), em 2018, só o setor de Sports Nutrition, uma das quatro divisões do mercado, faturou cerca de R$ 2,24 bilhões, o que representa um crescimento de 12% em relação ao ano anterior.

A Abenutri ainda destaca que o potencial de crescimento desse mercado é grande uma vez que entre 55 e 60 milhões de pessoas praticam atividades físicas no Brasil.

Segundo a nutricionista esportiva, especialista em ortomolecular, fitoterapia e fisiologia do exercício e life coach, Carol Ferreira, quem pratica atividade física não objetiva apenas melhorar a composição corporal, ou seja, perder gordura e ganhar massa magra, mas também está preocupado em reduzir a fadiga e reforçar a imunidade para conseguir melhorar a prática esportiva.

Suplementos esportivos mais usados e suas indicações

Whey Protein: reconstrução muscular e ganho de massa magra.

Cafeína: ação termogênica para reduzir gordura.

Green tea (chá verde): acelera a termogênese e reduz gorduras.

Paullinia cupana (pó de guaraná): indicado para disposição e foco.

Gengibre: termogênico.

Curcumina (cúrcuma): ação antioxidante e termogênica.

Peperina (pimenta): ação antioxidante e termogênica.

Energético (taurina): foco e concentração.

Citrus sinensis (morosil): age na gordura corporal e redução do colesterol.

Hipercalórico: ganho de peso e massa magra.

Creatina: ganho de força.

Glutamina: melhora a imunidade.

Fonte: nutricionista esportiva, especialista em ortomolecular, fitoterapia e fisiologia do exercício e life coach, Carol Ferreira

“Os suplementos esportivos ajudam as pessoas a alcançarem seus objetivos, principalmente atuando na recuperação muscular e imunidade, auxiliando no dia a dia e na performance de todos os treinos. Geralmente, as pessoas se dedicam aos treinos de três a cinco vezes na semana e, assim, buscam 100% de energia e disposição em todos eles”, comenta.

Objetivos múltiplos

Emagrecimento, ganho de massa muscular, de peso ou de força… Os suplementos esportivos podem ajudar nas mais diversas metas. Acompanhe como esses produtos podem ser aliados em algumas delas.

Ganho de massa muscular: para atingir essa meta, quatro suplementos ganham destaque, segundo explica o nutricionista e membro do corpo diretivo da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva (ABNE), Raphael Campanholi. Entre eles, o Whey Protein, proteína do soro do leite que pode ser usada de forma inteligente em algum lanche intermediário, por exemplo, quando o aporte de proteína naquela refeição estiver aquém do recomendado.

Além do Whey Protein, outros suplementos podem ajudar no ganho de massa muscular, como maltodextrina, dextrose e wazy maize. “Tão importante quanto consumir proteína em quantidades adequadas, é consumir calorias e carboidratos.

Portanto, para quem almeja ganho de massa muscular e não consegue comer o suficiente por algum motivo, a suplementação de carboidrato pode ser bem-vinda”, afirma Campanholi. Carol também sugere que para a recuperação e o pós-treino, o Whey Protein pode ser uma ótima opção.

Suplementos esportivos nas farmácias

Potencial de vendas

As farmácias e drogarias ainda não são o ponto de venda (PDV) mais procurado pelos consumidores de suplementos esportivos. Mas embora a representatividade seja pequena, o potencial é grande. As pessoas estão se cuidando cada dia mais, e o autocuidado com saúde ganha outras proporções após a Covid-19.

Categorias relacionadas à saudabilidade, imunidade, vitaminas, health style, prevenção em saúde, entre outras, entrarão num novo patamar de consumo. Nesse sentido, espera-se que a penetração dessas categorias nos lares brasileiros aumente muito nos próximos anos.

Dicas de exposição

É muito importante agrupar as subcategorias de suplementos esportivos num mesmo local.
Elas podem ser organizadas em quatro subcategorias:
1. Ganho de massa muscular.
2. Recuperação muscular.
3. Emagrecimento e definição muscular.
4. Pré-treinos e desempenho.

Sortimento ideal

Parcerias com indústrias e consultorias especializadas em sortimento se tornam úteis, pois, no geral, essa categoria é composta de produtos com alto valor agregado e baixo giro. Errar em sortimento não é permitido, uma vez que os danos financeiros gerados irão afetar o resultado operacional das lojas.

Atendimento especializado

Assim como nutracêuticos e dermocosméticos, o nível de conhecimento sobre produtos da categoria de nutrição esportiva ainda é muito baixo na população brasileira. Portanto, empoderar farmacêuticos e equipes para orientação consultiva é de suma importância para a venda e satisfação do shopper.

Ponto natural

Deve ser adjacente às categorias de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), nutracêuticos, suplementos alimentares para adultos e saudabilidade. Não existe uma regra absoluta, pois há particularidades de planta baixa, metragem, número de SKUs (a sigla que representa o termo Stock Keeping Unit, em português, Unidade de Manutenção de

Estoque, é definida como um identificador único de um produto e é utilizada para manutenção de estoque), entre outros aspectos. O ponto principal é entender a jornada do consumidor e facilitá-la.

Fonte: CEO da RSM Pharma, Rodrigo Moura

Aumento de peso: neste caso, podem ser usados os hipercalóricos, que são a soma de uma proteína com um carboidrato em um único suplemento. “Eles podem ser usados para aumentar o aporte calórico e proteico da dieta. Destaco a creatina, um suplemento com ótimo nível de evidência para quem faz exercício físico. Ela aumenta o estoque de energia dentro do músculo para ser usado em exercícios de alta intensidade, além de aumentar um pouco a massa corporal por reter água dentro da musculatura”, diz.

Emagrecimento: os suplementos também podem entrar em cena quando o praticante tem a meta de perder peso. “Para o emagrecimento, os mais procurados são os com ação termogênica, como a cafeína, chá verde, pó de guaraná, gengibre, cúrcuma, pimenta, taurina, morosil, entre outros. Eles ajudam a acelerar o metabolismo”, conta Carol.

Aumento do desempenho: a cafeína é um suplemento que tem como principal efeito o de reduzir a percepção de esforço no Sistema Nervoso Central (SNC), fazendo com que se consiga treinar de forma mais intensa e por mais tempo, melhorando a qualidade do treino.

“Ela também apresenta efeitos aumentando a termogênese do corpo e aumentando a oxidação de gordura. Mas estes efeitos são mais discretos e, acredite, não será esse o divisor de águas do processo de emagrecimento”, completa Campanholi.

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print