EUA devem iniciar nesta segunda-feira a vacinação contra Covid-19

Vacina das farmacêuticas Pfizer e BioNTech obtiveram autorização para vacinação nos EUA. Profissionais da área de saúde serão os primeiros a receberem suas doses

Os EUA devem iniciar nesta segunda-feira (14) a vacinação contra Covid-19 com a vacina desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

A vacina recebeu no domingo (13) a aprovação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos EUA, para o começo da campanha. 

Profissionais de saúde na linha de frente devem ser os primeiros a receberem, então, suas doses.

No sábado (12), o general do Exército dos Estados Unidos Gustave Perna disse que as primeiras doses da vacina seriam entregues em 145 localidades ao redor do país nesta segunda-feira.

As demais 636 localidades de entrega pelos estados e territórios dos Estados Unidos receberão, então, as doses na terça (15) e na quarta (16).

Vacinação nos EUA: uso emergencial

O diretor do CDC, Robert R. Redfield, comemorou no domingo a aprovação do imunizante em momento crítico de nova alta de casos do novo coronavírus nos EUA.

Neste sábado, o país registrou 3.309 mortes por Covid-19 nas 24 horas anteriores.

Na avaliação do órgão, publicada no domingo, a vacina da Pfizer tem alta eficácia em todas as faixas de idade, sexo, raça, etnia e entre pessoas com “condições médicas subjacentes”, assim como entre participantes com evidência de infecção anterior pelo Sars-CoV-2 (o novo coronavírus).

Na semana passada, a farmacêutica publicou, desse maneira, um estudo com os resultados preliminares dos testes de fase 3 da vacina.

De acordo com a pesquisa, o imunizante teve 95% de eficácia. Isso significa, na prática, que 95% das pessoas vacinadas ficam protegidas contra a Covid-19.

40 milhões de doses até final de dezembro

O chefe da Operação Warp Speed, iniciativa liderada pelos EUA para acelerar, assim, o desenvolvimento de vacinas. Moncef Slaoui, afirmou, portanto, que os Estados Unidos pretendem ter cerca de 40 milhões de doses de vacina distribuídas até o final de dezembro. 

Esse número incluiria, também, a vacina recém-autorizada da Pfizer e outra, da Moderna.

A expectativa, então, é que esse segundo imunizante consiga autorização para uso de emergência ainda nesta semana.

Todavia, outras 50 a 80 milhões de doses serão distribuídos em janeiro, e o mesmo número em fevereiro, disse Slaoui. Ambas as vacinas – da Pfizer e da Moderna – requerem duas doses por pessoa.

Os caminhões carregando as primeiras doses da vacina da Pfizer e BioNTech começaram a deixar a fábrica em Michigan, nos Estados Unidos, no domingo (13).

Além da equipe da farmacêutica, representantes do CDC acompanharam a preparação dos pacotes.

Um desafio no armazenamento e transporte do imunizante desenvolvido pela farmacêutica é que ele precisa ser mantido a -70ºC. Por isso, as primeiras doses foram guardadas em caixas com gelo seco, que devem, portanto, conseguir manter a vacina nessa temperatura por até 15 dias.

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário