HPC

Exclusivo: Como potencializar as vendas de escovas de dente na sua farmácia

Saiba como dar destaque à categoria oral care no dia a dia

A higiene bucal eficiente passa pelo uso adequado da escova de dente. Com uma infinidade de opções disponíveis no mercado, é importante considerar não apenas o design e a marca, mas também o tipo de cerda utilizado. Afinal, cada pessoa possui necessidades e preferências específicas que devem ser levadas em conta para garantir uma escovação eficaz e confortável. Mas qual escova limpa melhor, a macia ou de cerdas mais firmes? Especialistas esclarecem e ajudam na escolha, destacando que a escova é protagonista na limpeza dos dentes.

“Cerdas duras podem causar abrasão e desgaste do esmalte dos dentes, retração gengival e até mesmo provocar sensibilidade dental”, lista o  dentista e coordenador do curso de Odontologia da Faculdade Anhanguera, Dr. Marcelo Palinkas.

“A escova de dente considerada ideal é aquela que apresenta uma cabeça pequena, cerdas ultramacias, filamentos de cerdas ultrafinos e com alta densidade de número de cerdas. A maioria das escovas dentais tem cerdas de náilon, porém, as cerdas de um tipo de microfibra são consideradas as mais macias e as que menos se deformam”, descreve o dentista e membro da Câmara Técnica de Dentística do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), professor Dr. Camillo Anauate Netto.

Confira as dicas da CEO da Connect Shopper e especialista em shopper, Fátima Merlin para aumentar as vendas das escovas dentais.

Potencialize as vendas de escovas de dente na farmácia:

Sortimento: para escolher o mix ideal, deve-se avaliar quantas e quais marcas a loja irá oferecer e o posicionamento da farmácia com a categoria (se premium, low price, preço intermediário, marca própria…). A recomendação é valorizar aquilo que é relevante para o shopper.

Árvore de decisão: outro passo importante para a escolha do mix é analisar árvore de decisão do shopper com a categoria e o que é mais importante na escolha de uma escova: estilo, design, tipo de cerdas, tradicionais ou elétricas, marca, preço…

Papel da categoria: é igualmente importante para definição do sortimento avaliar o papel da categoria na loja. Se a escova de dente é uma categoria de conveniência, por exemplo, pede-se um mix restrito. Assim, uma ou duas marcas são suficientes.

Exposição: escova de dente deve compor a solução “Cuidado ou Higiene Oral”, onde estão creme dental, enxaguante, fios e fitas. Para organizar a seção, é crucial conhecer a correta segmentação pela visão do shopper, entender como o mesmo toma suas decisões, sua hierarquia de escolha (árvore de decisão). Para as escovas, a recomendação é expô-las antes (se vertical) ou acima (se horizontal) dos cremes dentais, organizando pela relevância do shopper.

Segmentação: devem ser separadas as escovas de adulto das infantis. As específicas para dentes sensíveis podem estar, preferencialmente, junto ao creme para sensibilidade dentária, ajudando a criar conhecimento da categoria e a impulsionar o valor do tíquete médio. As marcas normalmente devem ser blocadas, dando destaque para os últimos lançamentos e produtos de maior valor.

Como auxiliar na escolha da melhor escova de dente?

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Deixe um comentário