fbpx
PDV

Extrafarma aceita receitas digitais: saiba como utilizar

Com nova regulação da Anvisa, Extrafarma passou a aceitar receituários com certificação digital

A nova regulação da Anvisa sobre telemedicina, que permite o atendimento médico à distância por meio de vídeo-conferência, facilitou a vida dos pacientes em manter os cuidados de sua saúde ao mesmo tempo em que praticam o distanciamento social.

Com o advento da telemedicina, as receitas médicas digitais passaram a ser uma nova realidade para os pacientes. A Extrafarma adaptou seus protocolos de atendimento e sistemas para viabilizar o recebimento das receitas digitais nas farmácias da rede.

“A assinatura digital garante que a receita foi gerada por um médico cadastrado em um Conselho Regional de Medicina (CRM) e apto a fazer aquela prescrição, evitando qualquer tipo de falsificação ou utilização de má fé”, acrescenta  Lucio Sanches, responsável pelo regulatório da Extrafarma

“Adicionalmente, para evitar o retorno frequente dos pacientes às farmácias, a Anvisa permitiu, temporariamente, o aumento das quantidades na dispensação da maioria de medicamentos controlados. Assim, garantindo maior número de meses de tratamento.”, alerta Sanches.

Receitas digitais na Extrafarma: como funciona?

Após a consulta médica online, a receita digital será encaminhada automaticamente para o e-mail ou celular do paciente, dependendo do registro efetuado com o médico e do aplicativo que ele utiliza para gerar o documento. O médico incluirá na receita digital o certificado do ICP-Brasil, garantindo que o documento é original.

A partir disso, é só apresentar o documento digital a um farmacêutico da Extrafarma, que localizará a receita médica no sistema. Não é necessário imprimir o documento: ele é 100% digital.

O serviço é gratuito para médicos e pacientes e está disponível em todas as farmácias da Extrafarma.

Uso de receita digital cresce 1000% no Brasil 

Foto: Shutterstock

Fonte: Extrafarma

Deixe um comentário