Farmacêutica testa remédio para enjoo em alto mar

Vanda Pharmaceuticals completou a segunda fase de testes clínicos de um medicamento para enjoo em alto mar que possa competir com o dramamine, líder do setor

A maioria dos testes de medicamentos é realizada em laboratórios esterilizados de hospitais, universidades ou clínicas. Porém, a Vanda Pharmaceuticals decidiu que um barco no Oceano Pacífico poderia trazer melhores resultados. A farmacêutica queria que os participantes do teste sentissem enjoo em alto mar.

A Vanda, uma pequena biofarmacêutica com sede em Washington, completou a segunda fase de testes clínicos de um medicamento para enjoo em alto mar. Assim, o medicamento busca competir com o dramamine, líder do setor. Para o teste, a empresa enviou 126 pessoas com histórico de enjoo em navios ao largo da costa de Los Angeles (Estados Unidos), sendo que algumas receberam o medicamento tradipitant para enjoo da empresa e outras receberam placebo.

Segundo a empresa, no geral, o estudo produziu resultados positivos. Os resultados mostram que 40% das pessoas que tomaram placebo vomitaram. Comparado com apenas 17,5% entre as que tomaram o medicamento. Em condições de mar agitado, o novo medicamento se saiu ainda melhor. Foram mais de 72% de ocorrência de vômitos no grupo de placebo. Já em comparação com quase 16% para as pessoas tratadas com o medicamento tradicional.

Segundo a Vanda, os enjoos causados por movimento afetam cerca de 30% dos passageiros. Acredita-se, assim, que a causa seja um descompasso entre o movimento visto e o sentido. Entretanto, entre duas e três milhões de doses do dramamine, fabricado pela Prestige Consumer Healthcare, são compradas todos os meses nos Estados Unidos, segundo dados da IQVIA citados pela Vanda.

Ainda não se sabe a empresa irá para alto mar no curto prazo, contudo a farmacêutica trabalha numa terceira fase de testes para o medicamento. Assim, a biofarmacêutica norte-americana Vanda pretende pedir aprovação para comercializar o remédio em 2020.

Foto: Shutterstock
Fonte: Bol

Número de pacientes com hepatite cresce 20% em dez anos no Brasil

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário