Farmácia bate recorde de vendas em janeiro

Entre 3 e 9 de janeiro, foram computadas vendas de 438 mil testes, segundo dados da Abrafarma

Diante da nova onda de Covid-19 que atingiu o país depois do feriado de réveillon, a quantidade de testes realizados em farmácias bateu recorde de vendas.

Entre 3 e 9 de janeiro, foram computadas vendas de 438 mil testes, segundo dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), considerando dados coletados em 3 mil farmácias no país.

Vendas de teste em farmácia

O número superou o recorde semanal de maio de 2021, quando, em média, 380 mil testes foram realizados por semana nas farmácias.

Dessa maneira, o período marcou o pico da segunda onda de Covid-19 no Brasil. O índice de testes positivos realizados na semana passada em farmácias também é alto, de 33%.

A pesquisa mais ampla, com 5,5 mil farmácias, a ser concluída entre quarta e quinta-feira desta semana, deverá trazer números maiores, de acordo com o presidente da Abrafarma, Sérgio Mena Barreto. “A procura tem aumentado muito”.

Em novembro, a média era entre 80 mil e 100 mil testes por semana. Na última semana de dezembro a gente atingiu 283 mil testes por semana”, o executivo.

Ômicron

Embora a variante ômicron, em circulação no país, seja menos letal, ela tem, portanto, se espalhado muito mais rápido do que as outras variantes da Covid-19.

E isso tem provocado uma grande fila de espera por testes em laboratórios e clínicas. Nas farmácias, por exemplo,o prazo médio de espera é de dois dias.

Dados prévios da Abrafarma mostram 33% de resultados positivos entre os testes realizados, então, na semana passada, repetindo, portanto, o percentual da semana anterior.

A maior taxa antes disso foi de 26% nas semanas de maio de 2021, quando o país atravessava a segunda onda de Covid-19. Em novembro passado, estava em 7%.

À frente da média nacional, São Paulo e Rio de Janeiro chegaram a apresentar quase 50% de resultados positivos nos testes realizados em farmácia na semana até o dia 4 (46% São Paulo e 49% Rio).

No entanto, perderam força e até o dia 9 oscilaram entre 33% e 36%.

Para além de encontrar testes no mercado, o desafio hoje das farmácias é conseguir atender toda a demanda. “As farmácias, na média, conseguem atender 30 pessoas por dia. E a demanda é muito maior do que isso”, disse Barreto.

Em nota, a RaiaDrogasil afirmou que nos últimos dias a demanda por testes de Covid-19 cresceu consideravelmente e há falta de testes no mercado.

Estoque

“Estamos atuando na reposição dos estoques para o abastecimento das lojas o mais breve possível”, informou a empresa. Desde o início da pandemia, a RaiaDrogasil vendeu cerca de 4 milhões de testes.

Já a Pague Menos, considerada a maior rede de farmácias do Nordeste, também apontou forte aumento na procura por testes de Covid-91, assim como a falta deles no mercado.

“Nos 10 primeiros dias do mês de janeiro (2022), houve um crescimento de mais de 230% no número de testes de covid-19 realizados em relação ao mesmo período do ano anterior”. A espera para fazer o teste pode variar de 1 a 5 dias, segundo a companhia

Fonte: Valor Econômico

Foto: Shuttestock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário