Farmácias da Abrafarma detectam mais de 9 mil casos positivos em testes para Covid-19

De acordo com a Abrafarma, 15,30% dos 62.660 pessoas apresentaram anticorpos para o vírus

Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias ( Abrafarma acaba de lançar um panorama de resultados de testes rápidos da Covid -19 realizados pelas 26 redes associadas. Os dados foram colhidos nas lojas das maiores varejistas do país entre os dias 28 de abril – data da autorização do serviço pela Anvisa – até o dia 14 de junho.


De acordo com a pesquisa, 349 farmácias estão ofertando o serviço no País, das quais 68,48% estão concentradas em São Paulo (136) e Minas Gerais (103). Até o momento, foram realizados 62.660 testes rápidos para detecção de anticorpos contra o vírus, por meio da coleta de sangue com furo na ponta do dedo. Dessa quantia, 9.584 (15,30%) testaram positivo, enquanto em 53.076 pessoas (84,70%) o resultado foi negativo.

Testes da Covid-19 nas farmácias da Abrafarma

Metade desses estabelecimentos oferta o serviço por meio do sistema de drive-thru. Em quase 60% dos casos, as demandas são atendidas de forma espontânea ou por agendamento. Outros 40%, somente por agendamento. Cerca de 17% desses estabelecimentos oferecem o serviço a domicílio.

Minas Gerais é o estado que mais realizou o procedimento. Ao todo, 22.222 pessoas foram testadas. O Ceará registrou o maior número de casos positivos: 35,7% dos 5.002 testes indicaram a contaminação pelo vírus. O Espírito Santo é o único onde os resultados deram negativos para todas as 13 pessoas testadas. Acre, Rio Grande do Norte, Rondônia e Roraima ainda não disponibilizaram o serviço nesses estabelecimentos.

O maior volume de testes ocorreu até o dia 7 de junho, quando 42.874 pessoas se submeteram ao procedimento. Dessas, 6.436 testaram positivo e 36.438 negativo. De 8 a 14 de junho, dos 19.786 resultados gerados, 3.148 foram positivos e 16.638 negativos.

Foto: Shutterstock

Fonte: Abrafarma

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário