fbpx

Farmácias do Mato Grosso do Sul devem coletar medicamentos vencidos

Lei estadual obriga lojas a ter três recipientes

As farmácias e drogarias do Mato Grosso do Sul são obrigadas por uma lei estadual a manterem recipientes para coleta de medicamentos e cosméticos deteriorados ou com prazo de validade expirado.

A Assembleia Legislativa do estado promulgou a lei, afirmando que a medida entra em vigor na data de sua publicação. Antes da promulgação, o governo estadual havia vetado a proposta, mas o autor dela, o deputado Paulo Siufi (MDB), argumentou que se trata de saúde pública. Com autorização do Estado, os deputados derrubaram o veto em março de 2018.

Veja Mais

A lei prevê que as lojas deixem três recipientes, um para medicamentos, um para cosméticos e o terceiro “para outros insumos farmacêuticos vencidos”, todos devidamente identificados. O material recolhido deve ser encaminhado para tratamento ou coletoras de lixo adequadas “em empresas devidamente licenciadas”.

Fonte: Campo Grande News
Foto: Shutterstock

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.

Deixe um comentário