fbpx

Farmarcas atinge faturamento superior a R$ 2 bilhões em 2018

Até o final de 2019, objetivo é atingir 1100 lojas e a marca de quarto maior grupo farmacêutico do País

O faturamento das lojas das redes administradas pela Farmarcas em 2018 superou as projeções e atingiu R$ 2,2 bilhões, alta de 44,86% em comparação ao ano anterior. Nesse mesmo período, o mercado farmacêutico brasileiro cresceu 12%, contabilizando R$ 120,3 bilhões. Com isso, a Farmarcas ganhou grande representatividade no mercado, passando a responder por 1,82% do faturamento nacional das farmácias, enquanto em 2017 sua participação era 1,52%.

De acordo com a empresa, os números acima da média de mercado e ocorreram por diversos fatores. Entre eles, a preocupação constante com a gestão das lojas, dando suporte em áreas cruciais como financeiro, administração e marketing, que possibilita que as lojas das redes tenham diferenciais competitivos nas regiões em que atuam. “A Farmarcas vem mostrando ao mercado que mesmo diante tantas adversidades, administrar uma empresa de forma profissional é possível, desde que se tenha direcionamentos, estratégias e ferramentas adequados. Por isso foi montada uma estrutura que acompanha os associados no dia a dia e que possibilita diferenciais para um crescimento acima do mercado”, explica o presidente da presidente da Farmarcas, Edison Tamascia.

Veja Mais

Dentro dessa estrutura existem diferenciais como uma área de Sucesso do Associado que, como o nome já diz, busca o desenvolvimento constante das farmácias pertencentes ao grupo. Outro destaque são os anjos, profissionais que ajudam as lojas com contato direto para tirar dúvidas e auxiliar em assuntos do dia a dia.

Força nacional

Além da estrutura de suporte, outro fator que fez com que o crescimento se acelerasse foi a abertura de novas lojas, as redes administradas pela Farmarcas fecharam o ano com 857 lojas ativas, foram 215 abertas no ano, nas mais variadas regiões do país, já estando em 21 estados, além do Distrito Federal. “Por mais que os números de aberturas de lojas sejam expressivos, antes de um novo associado entrar para uma de nossas redes, existe toda uma preocupação em ver se realmente é compatível com nosso modelo de negócios. No caso de lojas já existentes são analisados também o ponto comercial atual e a estrutura. E é fundamental que essas se adequem à nossa estrutura e layoutização, para que obtenha os resultados esperados”, detalha o diretor geral, Paulo Costa.

Até o final do ano, o objetivo da Farmarcas é atingir faturamento de R$ 3 bilhões, fechando o ano com 1100 lojas, com a meta de se tornar o quarto maior grupo farmacêutico do País.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação

Pague Menos inaugura duas lojas em Salvador e cresce 33% na região

 

Deixe um comentário