fbpx

Antibióticos podem prejudicar a flora intestinal?

Nutricionista explica por que o uso indiscriminado desses medicamentos pode trazer prejuízos ao organismo

A flora intestinal é de extrema importância para absorção de nutrientes, gerando benefícios para o organismo, a exemplo do fortalecimento do sistema imunológico.

Quando em desequilíbrio, segundo explica a nutricionista da Vitao Alimentos, Patrícia Manera, a consequência pode ser o desenvolvimento de algumas enfermidades, como a doença de Chron, colite ulcerativa e síndrome do intestino irritável.

“Os bons hábitos alimentares são indispensáveis. Entre eles, evitar o consumo exagerado de alimentos industrializados, ricos em carboidratos simples, gorduras, conservantes e corantes, sendo necessário aumentar o consumo de alimentos não apenas in natura, como também os integrais”, sugere.

A seguir, Patrícia esclarece outras dúvidas relacionadas a flora intestinal e quais as formas de preservá-la. Acompanhe:

1. O que pode prejudicar a flora intestinal?

Consumo desequilibrado de alimentos ricos em carboidratos de rápida absorção, gorduras saturadas, conservantes e corantes, além da ingestão de medicamentos como antibióticos e anti-inflamatórios.

2. Quais são os sintomas que apontam para o desequilíbrio da flora intestinal?

  • Náuseas;
  • Gases;
  • Distensão abdominal;
  • Diarreia ou constipação;
  • Fezes mal-formadas;
  • Queda de cabelo;
  • Unhas fracas;
  • Dores de cabeça;
  • Cansaço;
  • Imunidade baixa.

3. O uso prolongado e indiscriminado de antibióticos pode interferir na microbiota causando a chamada disbiose?

Sim. O uso prolongado de antibióticos altera a composição das bactérias presentes no trato digestivo, diminuindo, assim, o número de microrganismos benéficos que compõem esse microbioma.

4. O que é disbiose?

A disbiose intestinal é um desequilíbrio da flora intestinal que reduz a capacidade de absorção dos nutrientes e causa, dessa forma, carência de vitaminas.

Este desequilíbrio é causado, em primeiro lugar, pela diminuição do número de bactérias boas do intestino e aumento das bactérias capazes de causar doença.

5. Quais as consequências que a disbiose pode causar?

A disbiose provoca multiplicação de bactérias patogênicas e, dessa forma, processos inflamatórios. Inicialmente, a disbiose pode gerar sintomas como náuseas, gases, diarreia ou constipação.

Além disso, pode-se chegar a quadros mais graves, como infecções, caso não seja tratada.

Entretanto, para melhora dos sintomas é muito importante não apenas uma alimentação correta, como também a reeducação alimentar com a ingestão de alimentos saudáveis.

6. Por que os antibióticos podem matar as bactérias ruins e também as boas?

Quando ingere-se antibióticos, as bactérias boas e ruins são eliminadas. Contudo, geralmente, as bactérias benéficas para o organismo são mais sensíveis a esses medicamentos.

Por isso, a utilização inadequada e prolongada dos antibióticos gera a eliminação dessas bactérias benéficas. Dessa forma, os antibióticos devem ser utilizados apenas com orientação médica e para tratamentos de infecções.

7. Quais os benefícios dos probióticos na diarreia causada pelo uso de antibióticos?

Os probióticos irão auxiliar beneficamente, modificando, assim, o ambiente intestinal pela redução do pH, modulando a resposta inflamatória.

Aliás, estudos mostram que os probióticos podem prevenir a diarreia aguda e associada ao uso de antibióticos.

8. Quais são os riscos da diarreia aguda?

A diarreia aguda pode gerar desconfortos como náusea, vômito, febre e dor abdominal, além de acarretar na diminuição da imunidade, má absorção dos nutrientes e desidratação severa.

9. Quais os sintomas da diarreia aguda?

  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Cólicas abdominais;
  • Dor abdominal;
  • Mal-estar;
  • Febre;
  • Sangue ou muco nas fezes.

10. Quais os riscos da diarreia aguda não tratada em crianças, adultos e idosos?

Uma das maiores preocupações é a má absorção de nutrientes. Portanto, se não tratada, pode provocar carências severas de vitaminas e minerais, gerando doenças como anemia, osteoporose e osteopenia.

Além disso, pode-se gerar desidratação grave, levando o indivíduo a óbito.

11. Quais as formas de prevenção da diarreia aguda?

Manter a flora intestinal saudável. Sendo assim, ocorrerá as funções do trato digestivo de forma eficaz.

Para tanto, deve-se não apenas manter a rotina de bons hábitos alimentares, como também adotar uma dieta com alimentos integrais, saudáveis e naturais.

12. Quando o médico deve ser acionado?

No momento que se iniciam os sintomas, o profissional saberá qual a melhor maneira de realizar o tratamento evitando complicações futuras.

Vale ressaltar que a automedicação não é indicada e pode mascarar os sintomas, demorando no início do tratamento e dificultando o mesmo.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Probióticos: como essas bactérias agem no seu intestino?

Deixe um comentário