Governo vai liberar preços de medicamentos isentos de prescrição

Hoje, 30% desses produtos já têm preços livres

O governo decidiu liberar os preços de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), segundo reportagem divulgada, hoje, no Valor Online. Hoje, 30% desses produtos já têm preços livres. De acordo com a matéria, o plano é ampliar a lista, especialmente dos produtos onde há concorrência na fabricação, mas isso será feito de forma gradual, provavelmente em três etapas. Prazos e quantidades devem ser definidos em duas semanas, quando o comitê executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) voltar a se reunir.

“Começamos um processo de reconstrução de mercados, promovendo liberalização e, consequentemente, deixando a competição definir preços”, disse ao Valor o secretário-especial-adjunto de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Igor Calvet. A liberalização ocorre no momento em que as redes de farmácias estão acirrando a competição no País.


De acordo com o Globo Notícias, o secretário-executivo da CMED, Ricardo Santana, destacou que a medida de liberar os preços de medicamentos isentos de prescrição é saudável tanto do ponto de vista econômico como para o consumidor, inserindo-se no processo de desbucratização e maior eficiência regulatória do Estado. Ele destacou que há produtos em que há cerca de 40 empresas competindo e que os consumidores são atentos e buscarão opções melhor de preços. Disse, ainda, que o governo vai reforçar o monitoramento dos produtos e agirá para coibir movimentos que, eventualmente, prejudiquem o consumidor.

Fonte: Valor Online/ Globo Notícias

Foto: Shutterstock

Acima da inflação: reajuste de medicamentos é fixado em 4,33%

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário