Grupo Tapajós cria divisão de gerenciamento de categorias

Companhia implementou também um software para aferir performance de vendas em tempo real. Silvio Cabrero irá liderar a área

Como parte da sua estratégia de reestruturação comercial, o Grupo Tapajós criou uma divisão dedicada exclusivamente ao gerenciamento de categorias nas suas três bandeiras de farmácias:

Drogaria Santo Remédio, Flexfarma e FarmaBem.

Além de recrutar um executivo com larga experiência no varejo, a companhia também investiu em um software que permite aferir a performance dos produtos e o comportamento do cliente em tempo real.

Dessa maneria, para liderar a área, o nome escolhido foi o de Silvio Cabrero, que atua, portanto, no varejo desde 2003.

O executivo tem passagens pelo setor supermercadista.

E, por duas das dez maiores redes do mercado farmacêutico nacional – a Drogaria Araujo (MG), onde implementou um departamento de gerenciamento de categoria; e a Drogarias Nissei (PR).

“Ter uma unidade de negócios especializada no tema permitirá ao grupo uma análise mais precisa do seu desempenho e do portfólio de produtos, que hoje gira em torno de 17 mil SKUs. É como enxergar uma mini-loja dentro da loja”, destaca Cabrero.

Investimento do Grupo Tapajós além da divisão de gerenciamento de categorias

Uma das primeiras medidas da nova área é a segmentação dos itens na loja por sub-categorias.

“Separamos todos os medicamentos por patologia, além de desmembrar os dermocosméticos, criando, assim, seções exclusivas de cuidados com a pele, dermofaciais e dermocorporais”, exemplifica.

Portanto, outra aposta para otimizar a gestão do portfólio é o software para avaliação do fluxo de compras no PDV.

A saber, a tecnologia está sendo testada como piloto na primeira flagship store do grupo.

Está sob a bandeira da Drogaria Santo Remédio e inaugurada na primeira quinzena de abril na Ponta Negra, um bairro da cidade de Manaus (AM).

Visão no futuro

Inicialmente, o Grupo Tapajós está promovendo a análise estratificada do desempenho dos dermocosméticos.

E, dessa maneira, o próximo passo é a avaliação dos setores de fraldas, higiene bucal e MIPs.

“Com esse programa conseguimos, então, mensurar de forma automatizada os hábitos dos clientes, o que nos dá subsídios para promover uma melhor administração do estoque e assegurar um atendimento mais customizado, o que vai ao encontro da crescente importância da farmácia como canal mais conveniente de compra”, finaliza Cabrero.

Gerenciamento por Categoria: o que é e como maximizar resultados? 

Fonte e foto: Grupo Tapajós

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário