fbpx

GSK Brasil lidera a preferência entre otorrinos, pneumologistas e pediatras

A farmacêutica GSK Brasil liderou na preferência dos médicos nas especialidades de otorrinolaringologia, pneumologia e pediatria na Pesquisa de Imagem de Laboratórios Farmacêuticos, do Sindusfarma

A farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK), liderou três rankings da terceira edição da Pesquisa de Imagem de Laboratórios Farmacêuticos do Sindusfarma em parceria com a empresa de pesquisa e de inteligência de mercado, Ipsos. A pesquisa entrevistou 650 médicos titulares de diferentes regiões do Brasil visando analisar as 16 principais especialidades clínicas.

Assim, a pesquisa analisou a imagem corporativa, levando em conta quesitos como a inovação, ações de marketing, confiança, preferência e admiração; presença no mercado, avaliando a proximidade, as visitas mais frequentes e os melhores representantes; e analisou os produtos distinguindo a qualidade dos genéricos, a qualidade dos produtos no geral e a relação custo benefício.

Veja Mais

A GSK teve destaque entre as avaliações dos médicos pneumologistas, pediatras e otorrinos. “Temos o compromisso de usar a nossa ciência e tecnologia em prol do avanço da saúde. Sendo assim, é muito significativo para nós saber como somos vistos por um público tão relevante quanto a classe médica do Brasil”, afirma o presidente da GSK Brasil, José Carlos Felner.

Mudanças na GSK

Em 2017, com a mudança na presidência da farmacêutica, foram estabelecidos pilares para auxiliar no desenvolvimento e crescimento da companhia. Inicialmente, a GSK e a forma de operar internamente foram reavaliadas, bem como houveram mudanças na cultura interna da companhia. “Nesse período atuamos simplificando processos, reduzindo a complexidade do dia a dia, e realizamos mudanças no desenvolvimento de carreiras e no aumento da agenda de diversidade dos escritórios. Assim, tornando a GSK Brasil um empregador mais moderno”, complementa Felner. A mudança também ocorreu no portfólio dos produtos, desde os medicamentos de prevenção e terapia, passando pelas marcas clássicas e chegando aos produtos em desenvolvimento. “Dessa forma, com as mudanças, buscamos manter a confiança da classe médica e atuar com preços mais competitivos e acessíveis no mercado”, afirma o executivo.

Além disso, investimentos em pesquisa e desenvolvimento a nível local foram realizados. “Atualmente, a GSK tem o maior portfólio de respiratório do mercado”, conclui Felner.

No segundo semestre deste ano, a farmacêutica planeja o lançamento, ainda sem data prevista, de um novo produto para a linha respiratória da companhia.

Foto: Shutterstock

Deixe um comentário