Hipertensão atinge mais de 47 milhões de brasileiros

Doença é comumente conhecida como pressão alta

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) 47,5 milhões de brasileiros são hipertensos e, deste total, somente 19,6% estão com os valores pressóricos controlados. A doença, também conhecida como pressão alta, atinge 30% da população adulta brasileira, chegando a mais de 50% na terceira idade e está presente em 5% das crianças e adolescentes no País.

Para entender o que é a doença, a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) explica que, normalmente, o sangue bombeado pelo coração, para irrigar os órgãos ou movimentar-se, exerce uma força contra a parede das artérias. Quando a força que esse sangue precisa fazer está aumentada, isto é, as artérias oferecem resistência para a passagem do sangue, há hipertensão arterial.

A doença é multifatorial e, para o cardiologista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), Dr. Rogério Krakauer, a maior parte dos hipertensos tem origem na genética familiar, mas conhecidos fatores de risco são responsáveis pela precocidade ou intensidade, como a obesidade, o excesso no consumo de sal, o sedentarismo, o tabagismo, o alcoolismo e o avanço da idade.

“Esses fatores de risco agem na vasoconstrição e/ou retenção de sódio, além da aterosclerose vascular”, explica ele. Já o fator hereditário, aumenta em 30% a chance da pessoa herdar a doença dos pais. “Assim, quando houver casos na família, os cuidados preventivos devem ser ainda mais enfatizados”, ressalta.

A hipertensão é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares (principais causas de morte no Brasil, com 350 mil óbitos a cada ano). ela ainda é responsável por 57,5 mil mortes anuais em decorrência dos infartos e 63 mil óbitos anuais por Acidente Vascular Cerebral (AVC), segundo a SBC.

Fonte: Guia da Farmácia edição 297 – Por Adriana Bruno
Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário