fbpx

Indústria farmacêutica tem alta de 10% no primeiro semestre de 2018

Mas alta do dólar diminui a rentabilidade do setor

A receita dos fabricantes de medicamentos cresceu mais de 10% no primeiro semestre de 2018, segundo o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma).

O faturamento foi impulsionado por um volume maior de vendas – um acréscimo de 7% -, de acordo com o presidente do Sindicato, Nelson Mussolini.  Porém, houve perda de rentabilidade.

“O dólar subiu acima de 16%, e nós importamos matéria-prima. O resultado operacional deverá ser prejudicado com o fim da desoneração da folha de pagamentos”, finaliza o executivo.

Fonte: Folha de São Paulo
Foto: Shutterstock

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.