fbpx

Iqvia prevê oportunidades em biossimilares para reduzir custos

A entrada de medicamentos biossimilares no mercado está crescendo. Para o Iqvia, suas aprovações nos EUA anseiam por ótimos resultados

O Instituto Iqvia para Dados Humanos e Ciência divulgou recentemente seu relatório sobre a direção de biossimilares.

A disponibilidade e o uso de medicamentos biossimilares está crescendo e em vias de reduzir os custos dos medicamentos em US$ 100 bilhões nos próximos cinco anos, de acordo com o relatório.

O desenvolvimento e as aprovações de biossimilares têm se acelerado nos Estados Unidos nos últimos.

Dois anos, trazendo, assim, um total de 33 aprovações em 13 moléculas até o segundo trimestre de 2020.

No entanto, apenas 22 delas foram lançadas até agora, devido a desafios legais e acordos comerciais.

Outros 108 biossimilares estão em desenvolvimento em 22 outras moléculas e chegarão potencialmente ao mercado dos EUA nos próximos 10 anos. 

Conceito dos biossimilares, segundo o Iqvia

“Ao contrário de algumas previsões, os biossimilares não são um conceito falho; eles estão de fato se tornando uma parte crescente das opções de tratamento acessíveis disponíveis para médicos e pacientes ”, disse o vice-presidente sênior da Iqvia e diretor executivo do Instituto  para Ciência de Dados Humanos, Murray Aitken.

Nossa estimativa é que os biossimilares possam alcançar US$ 80 bilhões em vendas agregadas nos próximos cinco anos, incluindo US $ 16-36 bilhões em 2024.”, explicou Aitken.

Os recentes lançamentos dos biossimilares bevacizumabe, trastuzumabe e rituximabe devem atingir quase 60% de participação no volume ao final de seu segundo ano no mercado, significativamente maior e mais rápido do que os biossimilares anteriores.

A crescente disposição das partes interessadas nos Estados Unidos em adotar biossimilares é confundida por uma extrema heterogeneidade entre os grupos de fornecedores, onde o uso desses medicamentos varia de 0% a 100%.

Essas diferenças refletem, no entanto, em abordagens de contratação por fabricantes e provedores.

E assim, na disposição do prescritor em adotar biossimilares, incluindo os problemas associados à mudança dos protocolos de tratamento do paciente.

Foto: Shutterstock

Fonte: Drug Store News

Deixe um comentário