fbpx

LGPD impacta o mercado de medicamentos especiais

Todos os setores serão impactados pela nova regulamentação da LGPD e as empresas precisarão fazer adequações

Desde 2018, a discussão sobre o direito à privacidade e à proteção de dados pessoais do usuário ganhou força com a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) – nº12.079/2018.

A Profarma Specialty iniciou o processo de adaptação à LGPD desde o momento da sua a provação.

Afinal, a empresa entende que as novas regras são essenciais para manter a transparência entre toda a cadeia.

Nesse sentido, o gerente Jurídico e Compliance da Profarma Specialty, Rafael Gormezano, explica. “Lidamos com dados sensíveis, por isso, é extremamente necessário que haja uma relação de confiança entre nós e os demais agentes envolvidos”.

Em síntese, por se tratar de uma empresa com foco em medicamentos especiais, direcionados a tratamento de doenças crônicas ou de alta complexidade, a Profarma Specialty recebe diariamente muitas informações sensíveis de pacientes, como prontuários médicos.

Desta forma, quem atua diretamente com essas informações precisa estar preparado para o correto tratamento dos dados.

Portanto, investimento em tecnologia e treinamento de equipe foram as prioridades da companhia.

“Uma das nossas ações foi dedicar uma semana para a discussão sobre a LGPD com nossos colaboradores. Entendemos que, além de ser importante para a vida pessoal cada um dentro da companhia é responsável pelas informações de nossos clientes e parceiros. A conscientização sobre as novas regras é o primeiro passo para o sucesso da implementação das mudanças na empresa”, destaca Gormezano.

A Profarma Specialty disponibilizou o “Portal do Titular”, onde qualquer pessoa pode pesquisar se a companhia possui alguma informação pessoal armazenada, solicitar a alteração, atualização ou remoção dos dados tratados pela empresa.

Foto: Shutterstock

Fonte: Profarma Specialty

Deixe um comentário