Língua de Ozempic? Medicamento altera percepção de sabor

Pesquisa avaliou se a semaglutida, presente no Ozempic e no Wegovy, era capaz de alterar o paladar de voluntárias obesas

Um atributo inusitado do Ozempic foi confirmado após a apresentação de uma pesquisa no sábado (1/6), durante a reunião anual da Sociedade de Endocrinologia, realizada em Boston, nos Estados Unidos.
A semaglutida, princípio ativo do Ozempic e do Wegovy, pode alterar o paladar, especialmente a percepção do sabor doce, informaram os pesquisadores.
Realizada no Centro Médico Universitário de Ljubljana, na Eslovênia, o estudo acompanhou 30 mulheres obesas que receberam 1 miligrama de semaglutida ou uma medicação placebo por 16 semanas.
Para avaliar se o remédio provocava alterações no paladar, as voluntárias foram expostas a tiras contendo os quatro sabores básicos: amargo, azedo, doce e salgado. Além de relatarem suas percepções, elas tiveram as papilas gustativas analisadas e imagens cerebrais monitoradas.

Recompensa

Segundo a médica Mojca Jensterle Sever, autora do estudo, a semaglutida melhorou a sensibilidade gustativa das voluntárias, tornando-as mais sensíveis aos sabores. Também foi possível verificar mudanças nas regiões cerebrais ligadas à recompensa, que ficavam menos ativadas durante a alimentação.
“As pessoas com obesidade muitas vezes percebem os sabores de forma menos ‘intensa’ e têm um desejo inerentemente elevado por alimentos doces e ricos em energia”, explicou Mojca Jensterle Sever, autora do estudo.
Além da redução do desejo de comer – efeito esperado devido à regulação hormonal proporcionada pelo remédio, alterações de paladar após o uso do Ozempic e do Wegovy já haviam sido relatadas em redes sociais. No TikTok, usuários descreveram que um sabor metálico passou a ser predominante em vários alimentos após o uso da medicação.
Fonte: Metrópoles
Foto: Shutterstock

Leia mais:

Deixe um comentário