Logística de entregas da Panvel reforça uso de energia limpa

O projeto incluí veículos movidos a eletricidade e a GNV em rotas da empresa para as sua entregas, contribuindo no combate à emissão de CO² no meio ambiente

A Panvel Farmácias constrói um legado de iniciativas sustentáveis em benefício das comunidades onde está inserida, então,como a promoção do uso de energia limpa.

Além de instalar usinas fotovoltaicas para compensar a demanda de todas suas lojas até o final de 2022,  também investe em parcerias para o uso de veículos ecológicos na realização de entregas aos clientes.

Portanto, estas ações integram uma robusta plataforma de boas práticas em ESG (Ambiental, Social e Governança) que a companhia apresentará em breve ao mercado.

Parcerias

Entre as parcerias mais recentes, está o acordo firmado com a empresa Reiter Log, que prevê o uso de cinco caminhões 100% elétricos para rotas urbanas.

O primeiro deles foi apresentado neste mês em São Paulo.

E iniciará a operação a partir de setembro, atendendo, então, de imediato a rotas da rede em Porto Alegre.

Estas unidades são zero emissão de poluentes, possuem autonomia de 200 km e capacidade de quatro toneladas.

Veículos de dimensões equivalentes, porém, movidos a combustão convencional, são capazes de lançar na atmosfera cerca de 9,5 toneladas de dióxido de carbono (CO²) ao longo de quatro meses.

Comprometendo, então, a qualidade do ar que respiramos.

A parceria com a Reiter Log também inclui a aplicação de caminhões movidos a Gás Natural Veicular (GNV), com capacidade média individual de 25 toneladas e autonomia de 450 km.

Através destas unidades, a Panvel planeja criar as chamadas Rotas Verdes, substituindo, portanto, a gradativamente a frota que atua no trecho entre indústria, centros de distribuição e lojas da rede.

O número total de novos veículos ainda está sendo definido.

Combate a poluição

A ideia é criar um sistema logístico eficiente e também de baixo impacto ao meio ambiente.

Pois cada um destes caminhões abastecidos com GNV pode deixar de emitir cerca de 95% de CO² em relação aos veículos convencionais de dimensões semelhantes.

“Através desta parceria, buscamos contribuir no combate à poluição, especialmente nos centros metropolitanos. A exemplo disso, queremos implementar um plano ainda maior para redução de CO² junto aos prestadores de serviços de entregas. Este planejamento terá como base um estudo preliminar, a ser realizado até 2022”, destaca o presidente do Grupo Dimed, Julio Mottin Neto.

Mais projetos

A Panvel já possui outras parcerias semelhantes em execução.

Ajudando também a reduzir a poluição sonora e de CO² no meio ambiente, bem como melhorar a mobilidade urbana.

Na própria Capital gaúcha, por exemplo, conta com bikes e triciclos elétricos para entregas na Zona Central e alguns bairros da cidade.

A  rede também conta hoje com cinco usinas para produção de energia fotovoltaica nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Outras quatro plantas do tipo na Região Sul serão inauguradas pela empresa, uma delas ainda este ano em Eldorado do Sul.

Fonte: Panvel

Foto: Fabiana Koren

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário