PDV

Marketplaces de farmácias mudam para atender novo público

Com ressignificação do setor para oferecer mais qualidade de vida e bem-estar, empresas se reposicionam com a digitalização dos negócios

As redes farmacêuticas se deparam com um novo público.

Antigamente as farmácias eram vistas apenas como locais para compra de remédios. Agora, representam qualidade de vida e bem-estar.

A grande responsável por essa mudança de imagem é a digitalização provocada pela pandemia, que permitiu, também, a realização de teleconsultas pelos médicos.

O Diretor Adjunto de Marketplace do grupo Raia Drogasil, Humberto Coelho, disse durante o Marketplace Conference que a pandemia tem mudado a moldado o mercado de marketplace.

Com a pandemia, a preocupação com a nossa saúde aumentou e foi preciso uma mudança de posicionamento das companhias farmacêuticas e farmácias.

Afinal, além da pandemia, a população tem tido uma expectativa de vida cada vez maior.

Saúde integral

Um dos pilares da mudança de postura do grupo foi a avaliação cada vez mais constante do que eles chamam de Saúde integral, que envolve tudo o que pode satisfazer nossos ideais de vida saudável.

Tem a ver com saúde física, mental, espiritual, social e ambiental.

“Nessa ressignificação da farmácia e da saúde, a gente percebeu que as pessoas não estão mais preocupadas com a ausência de saúde. Elas querem praticar saúde, acompanhar sua saúde e querem para saber se estão bem”, explica Humberto.

Novo público das farmácias

Esse foi o ponto inicial para que a companhia investisse em um novo olhar: “ajudar as pessoas e dar suporte a elas, para que tenham uma vida mais saudável, em qualquer fase da vida, não só na doença”.

Ele explica que “a gente sai do conceito padrão de farmácia para um conceito de promoção de saúde que é muto maior do que a gente tá acostumado”.

Em outras palavras, eles estudaram todos os tipos de públicos e “desenharam uma jornada de compra para cada um dos nosso clientes”.

Na apresentação do tema Humberto explicou que as expectativas com os cuidados com a saúde estão cada vez mais altas.

Porém, com o cotidiano da população, principalmente em um cenário de pandemia e restrições, esse cuidado fica cada dia mais complexo e difícil.

Saúde ampliada

O diretor da Raia Drogasil acredita que haja uma ampliação do mercado de saúde na casa dos 100 bilhões de reais nos próximos anos. Ele deu como exemplo algumas categorias que não param de crescer.

Nutrição

O mercado de Nutrição é estimado, de acordo com Humberto, em 32 bilhões de reais.

É, portanto, uma categoria que pode ser muito explorada ainda. E que deve dobrar de tamanho. Fazem parte desta categoria:

  • Bebidas saudáveis.
  • Snacks.
  • Dietas específicas (vegana).

Sono

. De acordo com Humberto, 23 milhões de pessoas no Brasil têm apneia moderada ou grave.

Isso significa que a busca por produtos relacionados para melhorar a vida dessas pessoas, deve aumentar ao mesmo tempo que a divulgação de tratamentos cresce.

É um mercado que deve crescer, ainda segundo Humberto, cerca de 7% ao ano.

Entre os produtos desta categoria, então:

  • Oxigênio.
  • Acessórios nasais.
  • Aparelho de pressão de ar.

Monitoramento

O mercado de monitoramento é outro que não para de crescer, seja para impedir que pessoas tenham que se deslocar para uma unidade de saúde apenas para aferir a pressão, seja para garantir que a saúde esteja controlada.

Cada dia mais, de acordo com Humberto, consumidores querem ter em casa aparelhos para monitorar os índices de vida saudável.

Fazem parte desta categoria:

  • Termômetro.
  • Oxímetro.
  • Aferidor de pressão.
  • Medidor de glicemia.
  • Smartwach para medir pulso e outros índices.
  • Pulseiras para medir indicadores de vida saudável.

Quando uma rede de farmácia entende que o objetivo é promover saúde e não vender remédio, a visão do negócio, então, muda.

E, dessa maneira, os clientes tendem a comprar mais, ainda mais agora, com a digitalização cada vez mais intensa das vendas.

Como digitalizar o ponto de venda? 

Fonte: E-commerce Brasil

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário