fbpx

5 passos do planejamento estratégico

Os meses têm passado e você ainda não sabe o que deseja para o futuro da sua loja? Confira as dicas dos especialistas ouvidos pelo Guia da Farmácia para crescer de maneira estruturada

1) Posicionamento e propósito

O posicionamento é uma analogia à rota a ser seguida, conhecendo os recursos que estão disponíveis, assim como as dificuldades encontradas. É o grande objetivo que contém uma soma de características capazes de tornar a empresa única e diferenciada no mercado. O propósito é uma analogia à crença da companhia, que inspira os colaboradores a chegarem ao objetivo, superando as dificuldades que estão entre o ponto de partida e o fim do percurso.

2) Objetivos, metas e indicadores

Apresentar objetivos mensuráveis, quantificáveis e, principalmente, realistas, que possam ser verificados com indicadores parciais mensais, como faturamento, volume de vendas, quantidade de clientes atendidos, tempo médio de atendimento, satisfação do cliente etc.

Veja Mais

3) Apresentação e compartilhamento

A informação contida no planejamento estratégico precisa estar disponível para todos os colaboradores e ser formalmente apresentada, a fim de sanar quaisquer dúvidas. O entendimento da informação é a chave para o sucesso da execução. Se cada um sabe o que tem de fazer e qual a rota a ser seguida, reduz-se a possibilidade de erro.

4) Execução

Desenvolver um planejamento estratégico e deixá-lo guardado é perda de tempo e de recursos.
Se o gestor se dispõe a fazer um bom plano de ação, também precisa ter disposição para executar, verificar, corrigir e aprimorar sua programação.

5) Acompanhamento

O relacionamento com fornecedores e clientes pode mudar rapidamente, assim como a concorrência também trabalha para maximizar os resultados. Portanto ajustes trimestrais precisam fazer parte da gestão estratégica, que avalia como o macro e o microambiente mudaram em relação ao planejado, assim como verifica o cumprimento de metas estabelecidas. Todo planejamento estratégico é vivo e deve ser revisitado, a fim de entender se as atividades estão dentro do esperado e quais processos não se ajustaram ao plano desenvolvido. Os acompanhamentos devem ser baseados em métricas rotineiras para facilitar tanto o entendimento por parte dos colaboradores quanto também a avaliação.

Planejar é olhar para o futuro prevendo demandas e, a partir disto, organizar, antecipadamente, os recursos da empresa, formados por capital humano, capital financeiro e produto ou serviço oferecido ao mercado a fim de não perder oportunidades.

Fonte: professor do curso de Administração da ESPM-SP, Alan Kuhar
Foto: Shutterstock

Como vender mais em 2019

Edição 313 - 2018-12-04 Como vender mais em 2019

Essa matéria faz parte da Edição 313 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.