fbpx

Abbott: por uma vida agora e no futuro

Com um portfólio de quase 50 produtos farmacêuticos no Brasil, há mais por vir. Nove lançamentos estão programados para 2019, sendo que cinco deles já estão no mercado. A promessa da Abbott está na entrega de um trabalho que diz respeito à saúde

A multinacional Abbott entende que o primeiro passo para viver melhor a vida é a boa saúde. Tudo o que a empresa faz é projetado para ajudar a população a executar exatamente isso. Esse é o compromisso em construir tecnologias que mudam vidas, que mantenham o coração saudável, nutram o corpo em todas as fases, ajudem as pessoas a se sentirem e a se moverem melhor e tragam informações, medicamentos e avanços para gerenciar a saúde. Afinal, quanto mais saudável, maior é a possibilidade de se viver mais e melhor. Pensando nisso, cria soluções – em produtos nutricionais, diagnósticos, dispositivos médicos e medicamentos de marca – para ajudar pessoas ao redor do mundo a viver melhor em todos os estágios.

O gerente-geral da Divisão de Farmacêuticos Estabelecidos e da Abbott no Brasil, Juan Carlos Gaona, concedeu uma entrevista exclusiva ao Guia da Farmácia e revela, entre outros assuntos, o interesse da companhia em traduzir ciência em contribuições duradouras para a saúde em produtos que envolvem a vida das pessoas – do nascimento até a maturidade. Confira!

Guia da Farmácia • Qual a importância do Brasil para a Abbott?

Juan Carlos Gaona • O Brasil é um mercado-chave para a Abbott em todo o mundo. Fomos uma das primeiras multinacionais do setor de saúde a ter instalações no País, em 1930, e hoje nossos cerca de 2.400 colaboradores trabalham para fazer a diferença na vida de milhões de brasileiros, ajudando-os a viver suas vidas de maneira mais plena e saudável. Ao longo destas oito décadas de atuação, o nosso compromisso tem sido desenvolver produtos e tecnologias inovadoras em nutrição, diagnósticos, dispositivos médicos e medicamentos de marca. Atualmente, contamos com duas plantas produtivas, um Centro de Desenvolvimento Farmacêutico e um Centro de Processamento de Material Biológico para válvulas biológicas. Além disso, nossa empresa é gerida por uma forte equipe local responsável por conduzir uma estratégia focada nas necessidades do País e atuar em conjunto com os principais setores da sociedade. Dessa forma, a Abbott é capaz de fornecer as melhores soluções personalizadas para o País, de acordo com suas necessidades locais, mas com o respaldo de uma empresa global.

Guia • Quais os resultados da companhia no último ano no mundo e no Brasil?

Gaona • As vendas globais da Abbott em 2018 foram de US$ 30,6 bilhões. No caso do Brasil, nossas vendas foram de aproximadamente US$ 500 milhões, distribuídas entre nossos quatro grandes negócios: diagnósticos, dispositivos médicos, medicamentos de marca e produtos nutricionais. Especificamente sobre o negócio farmacêutico, em 2018, globalmente, nossas vendas foram de cerca de US$ 4,4 bilhões, um aumento de 7,0% em base orgânica em comparação ao ano anterior.

Guia • Qual a perspectiva de crescimento para 2019 no Brasil?

Gaona • Começamos 2019 mantendo o desempenho positivo dos últimos anos. Estamos otimistas, mesmo com a economia não reagindo conforme o esperado, e o nosso objetivo no Brasil é colocar a Abbott em posições de liderança e seguir crescendo acima do mercado. Não divulgamos nossas estimativas de crescimento, mas podemos dizer que, em 2018, tivemos um excelente ano, registrando um crescimento orgânico e global de 7,3% comparado ao ano anterior, o que é um verdadeiro diferencial para uma empresa do nosso porte.

Guia • Como está estruturada a estratégia de lançamentos para o Brasil? Quantos produtos ao ano?

Gaona • Especificamente sobre a área de medicamentos de marca, contamos com um portfólio de quase 50 produtos farmacêuticos no Brasil e oferecemos um amplo espectro de medicamentos e produtos de alta qualidade. E ainda há mais por vir. Nove lançamentos estão programados para 2019, sendo que cinco deles já estão no mercado, incluindo a nossa vacina tetravalente contra a gripe, Dupha Kids, Dupha Active, que chegam ao Brasil como os primeiros suplementos alimentares à base de lactulose em forma de gomas mastigáveis e contribuem para a manutenção da saúde intestinal de toda a família. Também estamos disponibilizando em farmácias de todas as regiões do Brasil o nebulizador portátil inAResp, um dispositivo de última geração capaz de nebulizar soluções e suspensões, inclusive corticosteroides inalatórios. Além de compacto e silencioso, o produto é prático e leve, o que facilita o procedimento da inalação, sobretudo em crianças, trazendo mais conforto e alívio para este momento1. Com design e funcionalidades exclusivos, inAResp vaporiza a medicação em um tamanho de partícula que otimiza sua absorção nos alvéolos pulmonares2-5, potencializando o efeito do fármaco em uso.

Guia • Diabetes continua sendo uma área de grande interesse da empresa? Quais as novidades no monitoramento da doença?

Gaona • Certamente, e entendemos que desenvolver soluções nesta área é fundamental visto que existem mais de 425 milhões de pessoas com diabetes no mundo e, destas, cerca de 12,5 milhões são brasileiros6. Atualmente, o Brasil ocupa a quarta colocação no ranking mundial e a cada dia, surgem cerca de 500 novos casos no País7. Diante desse cenário, há uma grande oportunidade para que a Abbott continue desenvolvendo tecnologias transformadoras e ajude mais pessoas com diabetes a viver melhor e de maneira mais saudável. O FreeStyle Libre, nosso sistema revolucionário que elimina a necessidade das rotineiras picadas nos dedos8, está mudando a forma como as pessoas gerenciam seu diabetes, por meio do fornecimento de informações e relatórios que as ajudam no controle correto de seus níveis de glicose. Aprovado no Brasil para uso em adultos desde 2016 e, em crianças a partir dos  quatro anos de idade em 20179, a partir deste ano, a grande novidade é que os usuários podem monitorar seus níveis de glicose diretamente do smarthphone, por meio do aplicativo FreeStyle LibreLink10, e compartilhar os dados obtidos com médicos e profissionais de saúde para um melhor gerenciamento e controle da doença.

Guia • Quais as maiores conquistas para diabetes nos últimos anos e onde estão os principais desafios?

Gaona • Recentemente, realizamos um levantamento com usuários brasileiros de FreeStyle Libre e identificamos que a média de monitoramento da glicose foi de 14 vezes ao dia, o que significa três vezes mais do que o mínimo recomendado pelas diretrizes brasileiras para os testes tradicionais, que precisam da picada de dedo11. Com isso, pudemos comprovar com dados de vida real12 que a nossa tecnologia realmente auxilia as pessoas no controle dos seus níveis de hipo e hiperglicemia, tornando-as mais empoderadas sobre sua saúde. Oferecer esse tipo de tecnologia capaz de transformar a vida das pessoas para que elas possam viver de maneira mais saudável é motivo de muito orgulho para nós. O desafio continua sendo como torná-la mais acessível para um número cada vez maior de brasileiros.

Guia • Quais são as outras áreas de investimentos recentes da Abbott?

Gaona • Em todas as áreas, estamos criando o futuro da saúde por meio de nossas tecnologias e nossos produtos que transformam vidas. Em 2018, por exemplo, a Abbott investiu globalmente cerca de US$ 2,3 bilhões em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) e registrou mais de 30 lançamentos, aprovações e desenvolvimentos significativos de produtos que ajudaram a impulsionar a nossa capacidade de gerar crescimento. No caso do Brasil, em 2016, nós inauguramos um novo Centro de Desenvolvimento Farmacêutico no Rio de Janeiro, sob o investimento de cerca de R$ 20 milhões, com o intuito de desenvolver medicamentos de alta qualidade em áreas como cardiologia, saúde da mulher, gastroenterologia, respiratório e Sistema Nervoso Central (SNC). Hoje, ele faz parte de um dos cinco centros de inovação e desenvolvimento para os negócios farmacêuticos da Abbott na América Latina e, desta forma, conseguimos responder mais rapidamente às necessidades dos nossos consumidores brasileiros. Além disso, a Abbott conta com uma fábrica de última geração localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais, que produz e exporta válvulas cardíacas biológicas para melhorar a saúde de pessoas em todas as partes do mundo.

Guia • Como a empresa busca atender a deficiências da população? Patologias não atendidas, por exemplo?

Gaona • Eu diria que um dos grandes diferenciais da Abbott, principalmente da nossa área de medicamentos de marca, é que nós ouvimos cada mercado em que atuamos. Usamos os insights locais para antecipar as necessidades de pessoas, médicos e farmacêuticos, e vinculamos esses insights à tecnologia disponível para fornecer inovações significativas, pois, às vezes, atender às necessidades da população não se trata apenas de lançar novos produtos e medicamentos, mas também de aprimorar as versões já existentes no mercado para torná-las mais fáceis de administrar, com ação mais rápida e a um custo menor do que as opções originais, porém iguais em termos de qualidade, eficácia e segurança.

O fato de termos um portfólio bastante diversificado em soluções de cuidados para saúde e que está presente em todas as fases da vida das pessoas, também nos dá a oportunidade de atuarmos desde o momento da prevenção, diagnóstico ou diretamente no tratamento das pessoas.

Nesse sentido, o nosso programa de relacionamento a:care, antes conhecido como Abrace a Vida, e que já beneficiou mais de um milhão de pessoas em cinco anos, tem um papel muito importante. Além de facilitar o acesso do consumidor aos nossos produtos, ele busca atender a uma variedade de necessidades de saúde, desde a prevenção à conscientização, tratamento e motivação, bem como oferece também kits de aprendizagem virtual e educacionais para médicos e farmacêuticos, dando acesso aos últimos avanços científicos sobre como melhor ajudar as pessoas a se manterem saudáveis. Dessa forma, buscamos ser um parceiro confiável aos brasileiros, pois acreditamos que boa saúde não significa apenas tratar uma doença ou controlar um problema médico, mas cuidar da saúde das pessoas como sua, para que elas possam usufruir tudo o que a vida tem a oferecer.

Hilab está permitido

Edição 321 - 2019-08-08 Hilab está permitido

Essa matéria faz parte da Edição 321 da Revista Guia da Farmácia.