fbpx

Abbott: suplementação nutricional personalizada

Pessoas com diabetes, crianças com carências nutricionais ou idosos com deficiências características da idade... Públicos como esses já podem contar com suplementos personalizados e farmácias constituem o principal canal de venda da categoria

A categoria de suplemento de nutrição oral está se tornando cada vez mais importante no mercado brasileiro por conta de diversos fatores, como o envelhecimento da população e o aumento da expectativa de vida das pessoas.

Além disso, com a ampliação do acesso aos tratamentos e as informações sobre os benefícios de uma nutrição adequada como forma de prevenir possíveis riscos à saúde, surgiu uma demanda cada vez maior das pessoas que buscam por opções de alimentação saudável e adequada para uma melhor qualidade de vida.
No Brasil, a categoria movimenta cerca de R$ 2 bilhões ao ano, sendo que 53% do mercado está concentrado nas farmácias, 25% nos supermercados e 22% no setor hospitalar (Nielsen/IMS/Grupemef).

Em entrevista exclusiva à revista Guia da Farmácia, o gerente-geral da divisão nutricional da Abbott no Brasil, Max Dumas, explica um pouco sobre o potencial dessa categoria, benefícios aos usuários e formas de potencializar as vendas nas farmácias. Acompanhe!

Guia da Farmácia • No Brasil, entre crianças, adultos e idosos, mesmo entre aqueles aparentemente saudáveis, as carências nutricionais são grandes?

Max Dumas • De acordo com o último Vigitel Brasil (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção pra Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), a frequência de consumo regular de frutas e hortaliças foi de 33,9%, sendo menor entre homens (27,7%) do que entre mulheres (39,2%). Em ambos os sexos, a frequência tendeu a aumentar com a idade e com o nível de escolaridade em homens.

Já a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher (PNDS-2006), do Ministério da Saúde (MS), traçou o perfil da população feminina em idade fértil e das crianças menores de cinco anos de idade no Brasil, onde foi observado que 20,9% das crianças e 29,4% das mulheres apresentavam anemia.

Já com relação à carência de vitamina A, cerca de 17,4% das crianças e 12,3% das mulheres apresentavam níveis inadequados, visto que nas crianças, as maiores prevalências foram encontradas no Nordeste (19,0%) e Sudeste (21,6%). Isso demonstra a importância de se adotar uma alimentação saudável todos os dias para uma vida mais saudável.

Guia • Entre crianças, por exemplo, quais são os prejuízos de uma alimentação pobre em nutrientes para o seu desenvolvimento?

Dumas • A criança que não come bem e que costuma rejeitar certos tipos ou grupos de alimentos está mais propensa a deixar de ingerir nutrientes vitais e necessários para um crescimento saudável.

Quando ela não tem uma nutrição apropriada, pode enfrentar alguns desafios no crescimento e desenvolvimento cognitivo, ter menos energia no dia a dia, ficar mais doente, prestar menos atenção na escola e perder alguns dias de aula.

Com o intuito de auxiliar essas lacunas nutricionais, o uso do suplemento oral pode ajudar, por exemplo, no caso de uma criança que esteja com altura e ou peso abaixo da média para aquela idade.

Guia • Todas as crianças precisam desse tipo de suplementação?

Dumas • Não. Por isso, é fundamental o acompanhamento com um médico pediatra ou nutricionista para que, a partir do relato dos pais e de exames, possam investigar se a criança tem, de fato, uma dificuldade alimentar e, se necessário, indicar o uso de suplemento ou determinar um plano de ação para que a criança retome ao objetivo de um crescimento saudável.

Guia • Que tipo de ativos esses suplementos para crianças contêm?

Dumas • Geralmente, trazem proteínas, vitaminas, nutrientes e minerais, como o ferro, o zinco e o cálcio, entre outros. No caso da Abbott, por exemplo, temos o suplemento nutricional infantil PediaSure, clinicamente comprovado e que auxilia na promoção de um crescimento adequado para crianças acima dos 4 anos de idade, uma vez que fornece os nutrientes necessários para um crescimento e desenvolvimento saudáveis.
Mas é importante que o produto seja associado a uma alimentação e estilo de vida mais saudáveis. Isso inclui, além de refeições saudáveis, ações como a prática de exercícios físicos regularmente ou a realização de atividades ao ar livre.

Guia • E entre pessoas a partir da terceira idade? Esse público tende a ter alguma carência nutricional decorrente do envelhecimento do corpo?

Dumas • Algumas pesquisas e estudos recentes indicam que a partir dos 40 anos de idade, o indivíduo começa a perder cerca de 8% na massa muscular a cada década. Essa perda pode se intensificar ainda mais com a idade, ou em consequência de uma doença ou lesão.


Nesse sentido, a Abbott possui a linha Ensure de produtos para suplementação nutricional, como Ensure Pó indicado para adultos que necessitam melhorar a força e a vitalidade para o seu dia a dia; Ensure Protein que possui mais proteína para pessoas ativas e que praticam atividades físicas; Ensure Plus ideal para a pessoa que necessita de mais energia; e o Ensure Plus Advance que auxilia a reconstituir a perda muscular e recuperar a força e a energia de pessoas a partir dos 40 anos de idade devido à sua composição.

Guia • Entre pacientes com doenças crônicas também é importante ter cuidados específicos com a alimentação? Como atuam os suplementos de nutrição especializada nesses casos específicos?

Dumas • Sim. No caso das doenças crônicas, posso exemplificar sobre a importância dos cuidados com a alimentação das pessoas com diabetes, pois 74% delas não conseguem controlar a glicemia apenas com medicação. Além disso, elas também podem apresentar deficiência de algumas vitaminas, como a B1, a B2 e até mesmo a vitamina D.

A vitamina B1, por exemplo, ajuda a prevenir as possíveis complicações da doença, como problemas de visão, doenças cardiovasculares e renais. Ela também protege as células contra os efeitos recorrentes dos níveis muito elevados de glicose. Já no caso da vitamina D, estudos mostram que ela pode melhorar a utilização da glicose e a saúde dos ossos.

Por isso, é importante que as pessoas com diabetes tenham uma nutrição completa e equilibrada, o que, ocasionalmente, pode incluir o uso de um suplemento nutricional para ajudá-las a manter sob controle os níveis de glicose no sangue.

Guia • Uma preocupação recorrente entre os consumidores é sobre a possibilidade de engordar usando esses produtos? Realmente existe esse risco?

Dumas • De acordo com a nossa área científica, dependendo das necessidades nutricionais da pessoa e do seu estilo de vida, os suplementos nutricionais podem ser consumidos entre as principais refeições, como um lanche, como um substituto de baixa caloria, ou na substituição parcial antes ou durante atividades físicas. Eles também podem ser consumidos no caso de dieta prescrita para indivíduos que necessitam de calorias adicionais ou de proteína.

Com relação a engordar ou não, é importante que a pessoa busque orientação profissional de um médico e/ou nutricionista para auxiliar no plano alimentar de consumo calórico diário.

Guia • Esses produtos precisam de indicação médica para uso?

Dumas • Apesar de fazerem parte da categoria de suplementos alimentares no Brasil, normalmente, esses produtos são prescritos e/ou indicados por médicos e/ou nutricionistas.

Guia • As farmácias são os únicos pontos de venda (PDVs) em que esses produtos podem ser encontrados?

Dumas • No caso da linha de produtos nutricionais da Abbott, eles são encontrados em farmácias e drogarias de todas as regiões do Brasil, sendo que algumas redes também comercializam nossos produtos em seus sites via e-commerce.

Guia • Como esses canais podem potencializar as vendas da categoria, seja por atendimento, mix ou exposição? Quais as recomendações da Abbott?

Dumas • No caso das farmácias, o ideal é que a loja ofereça um leque completo de opções ao consumidor, tanto com relação aos sabores, como no caso dos suplementos e vitaminas, quanto ao tamanho e tipo das embalagens. Uma das estratégias é a de trabalhar na exposição e distribuição dos produtos dentro do próprio estabelecimento, no autosserviço.

Ao deixar os produtos expostos em uma parte acessível e agrupá-los para o mesmo público, facilita-se muito a escolha do cliente durante o momento da compra. Por exemplo, o consumidor que necessita de vitaminas e suplementos quer conhecer as diversas opções de produtos, de acordo com suas necessidades nutricionais, e até mesmo fazer a escolha com base nos modelos, seja a versão em pó, cápsula ou a pronta para uso.

Já os suplementos nutricionais podem ser dispostos com base no respectivo segmento de consumo, por exemplo: crianças, adultos, idosos, etc. No caso de produtos nutricionais para pessoas com diabetes, por exemplo, o ideal é que todos os produtos destinados a essas pessoas estejam agrupados em um mesmo local e de fácil acesso ao consumidor, assim, ele encontrará à sua disposição uma solução completa para o seu controle e tratamento.

Guia • Quais os investimentos da Abbott em nutrição especializada? Quais as linhas disponíveis?

Dumas • Para se ter uma ideia, somente em 2019, a Abbott investiu cerca de U$ 2.440 bilhões de dólares em pesquisa e desenvolvimento em todos os seus negócios de atuação, incluindo a área nutricional.

É com esse respaldo e experiência científica que a Abbott produz sua linha de produtos nutricionais para todas as fases da vida das pessoas. Nossos produtos ajudam as crianças a crescer, mantêm os corpos fortes e ativos e atendem às necessidades nutricionais de pessoas com doenças crônicas – para tornar cada estágio da vida ainda mais saudável.

Além das linhas PediaSure, Ensure e Glucerna que mencionei anteriormente, a Abbott também oferece em seu portfólio a linha Pedialyte especializada em solução oral para reidratação.

Coronavírus: saúde global em alerta

Edição 328 - 2020-03-03 Coronavírus: saúde global em alerta

Essa matéria faz parte da Edição 328 da Revista Guia da Farmácia.