Alicerce do sistema imunológico

A Vitamina C atua na busca da prevenção ou melhora dos quadros de gripes e resfriados. Entenda por que esse ritual é tão presente na vida dos brasileiros e o potencial desses medicamentos na sazonalidade

Laranja, limão, acerola, manga, abacaxi, goiaba, melão… Esses são alguns dos alimentos ricos em vitamina C e que deveriam estar presentes nas refeições dos brasileiros. Mas nem sempre isso é o que acontece.

“Estudos epidemiológicos conduzidos por universidades independentes comprovam que pelo menos 80% dos brasileiros não possuem o nível adequado do nutriente no organismo”, revela a gerente de produto da Consumer Health da Bayer, Ana Paula Fontes.

Essa realidade pode trazer diversos prejuízos. Também conhecida por ácido ascórbico, a vitamina C é essencial para inúmeras reações metabólicas e para fortalecer o sistema imunológico. Aliás, estudos apontam que resfriados frequentes podem estar relacionados com a deficiência dessa substância.

DIVERSAS APRESENTAÇÕES

vitaminac 1Hoje, o mercado oferece apresentações de vitamina C adaptadas para os diferentes públicos e necessidades. O formato efervescente, por exemplo, é conhecido pela facilidade de adesão devido aos sabores. Elas podem ser encontradas com o aroma de laranja e lima-limão, por exemplo.

 

vitaminac 2Já as versões sob forma de comprimidos revestidos oferecem uma leve proteção contra oxidação devido ao filme de celulose. Têm um custo-benefício bem melhor que os efervescentes e, praticamente, não há perdas, garantindo a entrega de todo o ativo ao organismo.

 

vitaminac 4Há, ainda, as vitaminas C apresentadas sob a forma de gomas, com foco em facilitar a adesão do público infantil. Podem ser encontradas em sabores, como laranja, morango e uva.

Fontes: Sundown Naturals; Grupo Cimed; e Bayer

 “A vitamina C desempenha um importante papel na proteção do organismo contra infecções, aumentando a função bactericida no sangue e participando na formação de anticorpos que reforçam o sistema imune. Dessa forma, pode, sim, ajudar na prevenção de quadros de gripes e resfriados, elevando a imunidade”, garante a gerente de produto da linha de vitaminas da Merck, Bianca Cadah.

TOP 10 MARCAS NO MERCADO DE VITAMINA C

Ranking Marcas
1 Redoxon (Bayer)
2 Cewin (Sanofi)
3 BIO (União Química)
4 Cenevit (EMS)
5 Redoxitos (Bayer)
6 Vitergyl (Cifarma)
7 Cebion (Merck)
8 Viter C (Natulab)
9 SUN (Sundown Vitaminas)
10 Energil (EMS)

Além da ação diante do sistema imune, a vitamina C desempenha, ainda, outras ações importantes. “Há a ação antioxidante, ou seja, combate os radicais livres que atuam no envelhecimento das células. E é por isso que a vitamina C passou a ter relevância no mercado de dermocosmético”, reforça Bianca.

Assim, quando a alimentação não é suficiente, a reposição pode ser feita via suplementação. “Esse tipo de reposição é indicado, principalmente, em situações pré e pós-cirúrgicas, não só para auxiliar no processo de cicatrização, mas também por fortalecer o sistema imunológico”, sinaliza Ana Paula.

ATENÇÃO À SAZONALIDADE

Dados do Sistema Único de Saúde (SUS) mostram que é possível observar uma tendência no aumento de número de casos de doenças respiratórias entre março e outubro, segundo afirma a gerente de produto da linha de vitaminas da Merck, Bianca Cadah. E é justamente nesse período que as vendas de vitamina C aumentam e alcançam o seu pico (veja gráfico abaixo).

Vale lembrar, ainda, que a sazonalidade pode mudar de acordo com as regiões do País. “As farmácias das Regiões Sul e Sudeste tendem a dar mais visibilidade e espaço para essa categoria no inverno. Já no Norte e Nordeste, o consumo da categoria é menos sazonal, pois estas regiões sofrem menos o efeito da variação de temperatura referente ao inverno”, acrescenta a gerente de produto da Consumer Health da Bayer, Ana Paula Fontes.

vitaminac 5

Fonte: QuintilesIMS. Sazonalidade de vitamina C (Unidades ano 2015 e 2016)

Nas gôndolas

Dentro do universo de vitaminas, a C é uma das mais consumidas pelo brasileiro e, hoje, costuma possuir um espaço dedicado, seja em farmácias independentes ou grandes redes.

“Por ser uma das categorias mais consumidas entre os Medicamentos Isentos de Prescrição (MPIs), elas devem ficar em área de fácil acesso ao público”, recomenda Bianca.

Além disso, trata-se de uma categoria destino na gôndola de vitaminas, o ideal é sempre posicioná-las na altura dos olhos, ao lado dos multivitamínicos, segundo indica Ana Paula, que também orienta para ações de cross-merchandising em segmentos específicos, como na gôndola de produtos para gripe e resfriados; e também na de infantis, no caso de vitaminas para este público. 

Pesquisas farmacêuticas

Edição 295 - 2017-06-01 Pesquisas farmacêuticas

Essa matéria faz parte da Edição 295 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.