Anti-inflamatórios não esteroides e esteroides

Você sabe a diferença entre eles?

Anti-inflamatórios não esteroides

Exemplos: ácido acetilsalicílico, ibuprofeno e dipirona sódica. 

Indicação: utilizados para as dores menos intensas e mais corriqueiras, durante um período de tempo curto.

Ação: inibição da enzima ciclo-oxigenase, diminuindo a formação de precursores das prostaglandinas e dos tromboxanos a partir do ácido araquidônico, diminuindo a ação destes mediadores no termostato hipotalâmico e nos receptores de dor (nociceptores).

Anti-inflamatórios esteroides

Exemplos: corticoides.

Indicação: doenças como asma e as inflamatórias autoimunes.

Ação: inibem as prostaglandinas e proteínas ligadas ao processo inflamatório.

Fontes: farmacêutica responsável pela Farmácia Universitária da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), Maria Aparecida Nicoletti; e Conselho Federal de Farmácia (CFF)

Saiba mais sobre a importância dos anti-inflamatórios.

Foto: Shutterstock

Brasileiro deixa a desejar

Edição 297 - 2017-08-01 Brasileiro deixa a desejar

Essa matéria faz parte da Edição 297 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.