Consumidor maduro: mercado promissor

Além de ouvir mais e melhor, é preciso focar nas demandas do consumidor maduro

A expectativa de vida do brasileiro alcançou a maior média da história no País. A informação é da pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que mostra a atual expectativa de vida no Brasil: 76 anos. Além da longevidade, a pesquisa mostra que os idosos concentram a maior renda mensal entre o total de ocupados entre todas as faixas etárias do País.

O jornal O Globo afirma que os brasileiros com 50 anos ou mais de idade concentram, hoje, em torno de 25% do Produto Interno Bruto (PIB), o que corresponde a R$ 1,6 trilhão. Com todas essas informações, é preciso refletir como esse cliente está sendo atendido, atentar-se para o poder de compra que ele tem e para as oportunidades que se abrem diante do ponto de venda (PDV). Se levarmos em conta a projeção para os próximos anos, o cenário deve ser explorado com ainda mais atenção.

Ainda temos, em função da própria idade ou estilo de vida, pessoas mais velhas com dificuldade de locomoção ou que necessitam de cuidado especial. Mas há muitas pessoas com mais de 60 anos de idade que têm saúde de ferro, correm maratonas, gostam de viajar, comprar, interagem com a tecnologia.

Também sabemos que o poder de compra deles é maior do que de uma pessoa mais nova. O que vemos, então, são clientes com dinheiro, dispostos a comprar, mas sem atenção.

O consumidor maduro ainda é muito esquecido pelo mercado. Como ele é, geralmente, o que faz a compra e desfruta do serviço ou produto, a falta de atenção pesa ainda mais. Há algumas drogarias e farmácias avançando nesse sentido, mas ainda dentro de segmentos específicos. É preciso um serviço mais atencioso. Porém, o mercado, em sua maioria, ainda precisa caminhar muito para ser, de fato, amigável com esse público.

Pensar em uma comunicação adequada, seja ela visual, sonora ou qualquer outra que aconteça de forma sensorial, é importante. Assim como em SKUs (a sigla que representa o termo Stock Keeping Unit, em português, Unidade de Manutenção de Estoque, é definida como um identificador único de um produto e é utilizada para manutenção de estoque) acessíveis, com descrição clara. Esses fatores podem fazer muita diferença no PDV.

Há um caminho a percorrer, tanto funcional, quanto de execução efetiva, e que isso é papel do PDV e da indústria. Os consumidores maduros têm poder de compra e estão sedentos por novas experiências. Só precisam de mais atenção às suas demandas e necessidades.

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print
O que está por vir?

Edição 322 - 2019-09-09 O que está por vir?

Essa matéria faz parte da Edição 322 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o colunista

Palestrante e consultora de empresas. Especialista em varejo e autora dos livros destinados ao varejo e serviços denominados "Atender bem dá lucro"; "Administração de recursos humanos em farmácia", "Programa prático de Marketing e Farmácias"; "Liderança para Todos" . Para adquirir os livros, acesse: www.lojacontento.com.br. E-mail: siosso@uol.com.br.