fbpx

O que os chatbots podem fazer pelo varejo farma?

Inteligência Artificial já é um grande aliado para um atendimento especializado e melhor experiência do cliente

Bots, para quem ainda não conhece o termo, é o diminutivo de robot (robô em inglês), softwares programados para executar tarefas predefinidas e gerenciar tarefas de forma automatizada, baseada em cada input/inserção de dados.

Os chatbots são o uso dessa ferramenta para criar conversas “chats” durante uma interação com pessoas reais. Os chatbots são projetados para fornecer uma experiência de usuário suave e personalizada, simulando, através de canais digitais, as interações com que os clientes estão acostumados a ter funcionários conhecedores na linha de frente.

Veja Mais

Desde 2016, a Microsoft e o Facebook incentivam desenvolvedores a usar suas plataformas para criar chatbots personalizados. São mais de três bilhões de potenciais usuários. O aumento da Inteligência Artificial (IA) e da aprendizagem de máquina tem o potencial de transformar a experiência no varejo farma nos próximos cinco anos, melhorando a velocidade, a eficácia e o resultado de inúmeras interações com o serviço ao cliente.

Mas o uso dos chatbots vai além de uma eventual assistência “farmacêutica” padronizada por perguntas e respostas. Em visitas aos clientes de todo País, vejo a dificuldade do varejo farma para extrair e interpretar dados de seus ERPs (Enterprise Resource Planing ou, em português, Sistema de Gestão Empresarial); relatórios “travados” feitos em PDF, Excel com cara de Word e cadastros sem padrão são barreiras enormes que tiram a velocidade da tomada de decisão.

Mesmo ferramentas de BI (Business Intelligence) que prometem os melhores dashboards, falham em dar insights, pois não trazem as regras de negócios claras e quando uma não conformidade surge, não apontam um plano de ação.

Dados existem aos petabytes, entretanto, “moer” e extrair deles informação é ainda uma tarefa humana, mas não por muito tempo. Em farmácias, por exemplo, um chatbot poderia ser o mecanismo que faria a tradução de todos os dados transacionais (faturamento, estoques, descontos, etc.) para o gestor da loja e também à equipe do balcão. Dando feedback instantâneo que pode melhorar significativamente o engajamento e a motivação, guiando seu time na direção certa.

Imagine se o WhatsApp pudesse responder as dúvidas do seu cliente e da sua equipe de forma personalizada 24 horas por dia, sete dias por semana, acertando 100% das vezes. Que tal se ele respondesse, por exemplo, sobre dúvidas relativas ao uso de medicamentos: para que serve, contraindicação, posologia, se tem genérico, se tem similar ou se faz parte de algum programa de beneficio de medicamento? Isso já é possível com uma solução disponível gratuitamente pela startup Syntropy. Adicione o número 092 9393 0715 na sua agenda, depois abra o WhatsApp e digite o nome de um medicamento ou uma molécula ou um código de barras.

Foto: Shutterstock

Doenças de inverno

Edição 305 - 2018-04-01 Doenças de inverno

Essa matéria faz parte da Edição 305 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o colunista

Fernando Ferreira

Consultor da Desenvolva Consultoria e Treinamento