fbpx

Omni-Era: trocando em miúdos

Em qualquer lugar, a qualquer hora, em diversos meios, a nossa consumidora pode adquirir, comparar, conhecer, opinar, influenciar, vivenciar e consumir. Estamos prontos para essa revolução?

Desde que o mundo é mundo, trocamos algo por outra coisa que precisamos ou desejamos. Ao longo da história, foram inventados pontos de encontro para essas trocas ocorrerem. A este processo, inicialmente conhecido como escambo, dá-se o nome de varejo. Até aí nenhuma novidade para nós…

No entanto, algo novo está acontecendo e muitos de nós ainda não nos demos conta da mudança, ou se preferirem, REVOLUÇÃO!!

Imaginem a cena: uma cliente (sempre elas!) realizando suas compras de verão nos idos de 2001, partia intrépida rumo ao shopping de maior proximidade com o seu perfil, muitas vezes em duplas ou trincas, prontas para passarem longas horas da tarde nestes centros de consumo.

O que mudou de lá pra cá? Tudo! Absolutamente tudo!

Para começar, essa moçoila não tem mais as tardes disponíveis como tinha antes, ela produz muito mais, estuda, participa mais da vida econômica e política da nossa sociedade.
Agora também tem a tecnologia entrelaçada à sua vida, tanto virtual como física, transformando tudo em todos – com todas as conexões possíveis numa velocidade jamais vista, onde nasce o conceito “Always On”!

Como seria a mesma cena de compra nos dias atuais com essa mesma cliente (logicamente aparentando mais rejuvenescida do que nunca)?
Seria mais ou menos assim: a partir da sua casa, a cliente navega pelos sites de que mais gosta, provavelmente assistindo a uma televisão no horário da novela, um olho aqui e outro ali, comparando ofertas on-line de produtos iguais ou similares, comparando tendências.

Não preciso dizer que ao chegar à loja, essa cliente acionará o seu bluetooth e ao caminhar pelo estabelecimento, receberá mensagens instantâneas de promoções e ofertas. Será também reconhecida pelo staff da loja pelo nome e recebida com água e café (diga-se de passagem, Nespresso).

Depois disso e de ter conhecido os produtos que irá comprar, a nossa cliente aciona seu smartphone, ingressa no Facebook e manda para suas amigas o que tem em mãos, realizando assim uma pesquisa imediata de aceitação.

Conforme o feedback recebido, acrescenta mais itens às compras e também deixa seu registro junto às suas seguidoras do Twitter, influenciando outras tantas sobre as novidades adquiridas. Esqueci de comentar, caso haja qualquer desconforto por parte da cliente, ela aciona os sites de reclamação manifestando sua opinião.
Para finalizar a sua compra, ela faz uma leitura rápida com o QR Code que está na propaganda de uma revista. Omni-Era é isso!

Jean Paul Rebetez
Diretor de Consultoria da GS&MD – Gouvêa de Souza

Especial Farmacêutico

Edição 278 - 2016-01-01 Especial Farmacêutico

Essa matéria faz parte da Edição 278 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o colunista

Jean Paul Rebetez

Diretor de Consultoria da GS&MD – Gouvêa de Souza

Deixe um comentário