Os nutrientes necessários na gravidez

A dieta materna balanceada é essencial para o desenvolvimento e o crescimento da criança desde a gravidez

Alguns nutrientes têm papel fundamental nessa fase da vida. Entre eles, estão os Ácidos Graxos (AG), que apresentam função estrutural e energética. São importantes para o crescimento das glândulas mamárias, da placenta, do útero e do feto.

Entre todos os AG, o DHA (Ácido Docosa-Hexaenoico, na sigla em inglês) tem recebido maior atenção na última década, pois desempenha um papel relevante no desenvolvimento fetal. Ele modula a mielinização neuronal e a diferenciação de células-tronco neurais para neurônios, promovendo o desenvolvimento do cérebro, dos nervos, dos fotorreceptores da retina e do sistema imune.

A ingestão de DHA em dietas ocidentais é muito baixa, e, tendo em vista sua importância na saúde materno-fetal, a suplementação pode ser considerada importante. De acordo com estudo promovido pela Medley com 7.266 mulheres em idade fértil, a ingestão média diária de ômega-3 é de apenas 89 mg/dia, sendo que a recomendação de ingestão para adultos é de cerca de

667 mg/dia, com pelo menos 220 mg/dia. Na gestação e na lactação, a ingestão recomendada de DHA é de 300 mg/dia.

Apesar das mulheres estarem adiando cada vez mais a maternidade, o desejo de ter filhos ainda marca a vida da maioria delas; para ter uma gestação tranquila e saudável, é preciso seguir um acompanhamento próximo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print
Doenças de inverno

Edição 305 - 2018-04-01 Doenças de inverno

Essa matéria faz parte da Edição 305 da Revista Guia da Farmácia.