Os testes disponíveis no mercado

Muito além do teste de gravidez, hoje em dia é possível encontrar diversos tipos de testes na farmácia

Na cena de filmes e novelas, a maior parte das mulheres descobre a sua gravidez após um teste feito em casa. A urgência do momento e a ansiedade até a hora de ir ao médico são os principais impulsionadores da busca por um autoteste.

Mas não são somente os testes de gravidez que estão disponíveis na farmácia. Os diabéticos, por exemplo, precisam de um acompanhamento muitas vezes diário de seu nível de glicose, o que é possível com os dispositivos eletrônicos e suas tiras reagentes.

Gravidez

Pode ser feito a partir do primeiro dia de atraso do período menstrual. Detecta a presença do hormônio hCG (Gonadotrofina Coriônica Humana) na urina, já que o hormônio aumenta durante os três primeiros meses de gravidez.

Gravidez com indicador de semanas

Funciona da mesma maneira que o autoteste comum, mas, com base no nível de hCG presente na urina, fornece uma estimativa de quando a mãe concebeu.

Menopausa

Detecta, por meio da urina, a presença do hormônio FSH (Folículo Estimulante), que aumenta significativamente quando a mulher chega à menopausa.

Álcool

É um aparelho portátil que permite determinar a concentração de álcool no sangue, analisando o ar exalado dos pulmões. O princípio de detecção do grau alcoólico está fundamentado na avaliação das mudanças das características de um sensor sob os efeitos provocados pelos resíduos de álcool etílico no hálito do indivíduo.

Fertilidade feminina

Ajuda a mulher a descobrir os dias de maior fertilidade ao detectar o pico de LH (Hormônio Luteinizante). O hormônio é produzido durante todo o período menstrual, porém, no meio do ciclo, a quantidade dele aumenta, indicando o pico da ovulação, em que as chances de engravidar são maiores.

Fertilidade masculina

Detecta a quantidade de 15 milhões de espermatozoides, valor determinado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para dizer que um homem é fértil.

HIV

Funciona com a coleta de gotas de sangue e o resultado aparece na forma de linhas que indicam se há ou não presença do anticorpo do vírus HIV (sigla em inglês para Human Immunodeficiency Virus, em português, significa Vírus da Imunodeficiência Adquirida). A presença do anticorpo mostra que a pessoa foi exposta ao vírus que provoca Aids.

Glicose

O sangue é obtido através do dedo ou de outras áreas (como palma da mão, braço e antebraço) e colocado na tira reagente e esta é inserida no medidor. A concentração de glicose é calculada por meio da corrente gerada pela reação química entre a glicose, FAD-GDH (Enzima glicose desidrogenase dependente de FAD) e o medidor.

Fontes: Orange Life; Confirme; e G-Tech
Foto: Shutterstock

Doenças de inverno

Edição 305 - 2018-04-01 Doenças de inverno

Essa matéria faz parte da Edição 305 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.