Piolhos: o grande vilão das crianças

Um dos grandes vilões das crianças são, sem dúvida, os piolhos

Responsáveis por uma coceira quase insuportável na cabeça dos pequenos, sua incidência é muito maior onde há pessoas aglomeradas, por ser um parasita extremamente transmissível. Além disso, apesar de acontecer durante todo o ano, o problema aumenta no verão, pois os parasitas se proliferam melhor em ambiente quente.

Segundo a Dra. Vivian, a transmissão ocorre por meio do contato direto entre as cabeças das crianças e através da roupa contaminada. O principal sintoma é a coceira, principalmente atrás das orelhas e na nuca.

“Durante as férias, algumas crianças acabam voltando infectadas, passando o parasita de uma para outra. O tratamento é feito com xampu e pente, que deve ser realmente fino, de aço (não de plástico), que faz a remoção mecânica das lêndeas e dos piolhos adultos”, comenta a pediatra da BP.

A prevenção do problema acontece de maneira consideravelmente simples. É preciso que as crianças estejam sempre com a higiene do couro cabeludo em dia e aquelas que possuem cabelo comprido ou muito volumoso devem usá-lo preso na escola para diminuir o contato. Os pais podem, também, fazer uso do pente fino frequentemente para sempre saber que a cabeça está “limpa”.

O reencontro com os amigos no início do ano letivo é motivo de muita felicidade para as crianças, mas também pode ser a porta de entrada para algumas doenças. Pais devem ser bem orientados para o período.

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print
Expectativas para 2019

Edição 314 - 2019-01-09 Expectativas para 2019

Essa matéria faz parte da Edição 314 da Revista Guia da Farmácia.