fbpx

Pode ser difícil fazer o básico benfeito

A complexidade dos processos pode acabar afastando o varejista dos consumidores

Em 2004, foi lançado, em português, um livro de autoria de Dieter Brandes, ex-CEO do ALDI, Os 11 Segredos do ALDI. Ainda que o ALDI seja uma empresa do varejo alimentício, seus princípios são universais e podem ser aplicados a diferentes contextos. Mais de dez anos depois, acreditamos ser oportuno resgatar esses princípios e adaptá-los ao varejo farmacêutico, principalmente, num momento em que as projeções indicam a necessidade de fazermos mais com menos:

1. Seja SIMPLES
Simplificar significa reduzir, abrir mão, priorizar e aplica-se a processos, sortimento, comunicação, tecnologia, etc.

2. Conquiste a confiança dos clientes
Consistência na execução e na operação, transparência e clareza na comunicação com seu público-alvo contribuem para construir confiança.

3. Trabalhe com metas claras
Seja sempre transparente, claro e objetivo na comunicação com os colaboradores e tenha poucas metas que sejam medidas, acompanhadas e conhecidas por todos.

4. Aperfeiçoe os detalhes diariamente
Cuide da operação, do sortimento e do atendimento, aprimorando atividades diariamente. Esteja presente no ponto de venda, escutando colaboradores e consumidores.

5. Não tente otimizar – maximize!
Não há nada sobrando no seu sortimento? Os clientes encontram o que procuram e circulam bem pelo ponto de venda? E quanto ao atendimento?

6. Foque em poucos indicadores relevantes
É preciso analisar todos os números gerados pelos sistemas? Esses são os números mais importantes para os consumidores e para a operação?

7. Experimente imediatamente, aperfeiçoe depois
Não perca tempo com análises demoradas e profundas que possam ser substituídas pela voz do cliente e dos colaboradores, experimente e meça. Rapidamente.

8. Ajude os fornecedores a melhorar
Bons relacionamentos com fornecedores simplificam processos e criam oportunidades.

9. Administre de acordo com princípios, confiança e controle
É difícil alcançar a simplicidade sem confiança e esta deve nortear as relações com fornecedores, clientes e funcionários.

10. Comunique-se de forma clara
Sua comunicação é clara o suficiente para simplificar a vida do consumidor? E quanto à comunicação para os colaboradores?

11. Apesar do sucesso: mantenha uma operação simples
Aprimorar ou melhorar não pode implicar no aumento da complexidade: simplicidade requer extrema consciência dos custos, instruções claras e esforços contínuos de evitar custos desnecessários.
À primeira vista, os segredos do ALDI parecem ser muito óbvios e simples, porém servem para nos lembrar de quão difícil é fazer o simples, o óbvio. Ao mesmo tempo, permitem refletir quanto à complexidade que nos coloca num oceano de dados, alternativas, soluções e complexidades que nos afastam do real propósito do varejo: servir clientes e consumidores.

Varejo estrangeiro

Edição 269 - 2015-04-01 Varejo estrangeiro

Essa matéria faz parte da Edição 269 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o colunista

Silvio Laban

Coordenador dos cursos MBA Executivo em Gestão de Saúde e Certificate in Healthcare Management do Insper

Deixe um comentário