fbpx

Quais os benefícios do cranberry?

A fruta é eficaz ao proteger o corpo de infecções do trato urinário. Extrato do alimento pode ser encontrado em comprimidos e sachês

O nome americanizado cranberry não nega a origem norte-americana da pequena fruta vermelha. Usada não somente como alimento, é velha conhecida da medicina popular para a prevenção de Infecções do Trato Urinário (ITUs). Antigamente, acreditava-se que a ação do cranberry era de tornar a urina mais ácida, matando as bactérias.

Entretanto, de acordo com o consultor médico da Herbarium, Dr. Cezar Jones, estudos mostraram que a ação acontece por meio de substâncias chamadas Proantocianidinas A (PAC-A). São elas que evitam que as bactérias se liguem às paredes do trato urinário. “Essa inibição da adesão das bactérias foi comprovada em estudos realizados com a Escherichia coli P-fimbriada, a bactéria que mais frequentemente causa infecção urinária”, comenta.

Veja Mais

Cramberry X Antibióticos

Os medicamentos mais usados no tratamento e prevenção das infecções são os antibióticos. Assim, o tratamento de uma infecção, em geral, não ultrapassa 14 dias, enquanto a prevenção pode ser feita por um tempo bem maior.

Apresentações do cranberry

Já foram desenvolvidas diferentes versões do cranberry como suplementação. Na Herbarium, por exemplo, são três apresentações:
• Cranberry CR sachê: como não possui a quantidade de PAC-A em somente um sachê, a posologia é de dois ao dia.
• Cran-B CR sachê: contém toda a concentração necessária em somente um sachê.
• Cran-B CR comprimidos: toda a quantidade de PAC-A concentrada para o uso de dois comprimidos uma vez ao dia.

Fonte: Herbarium

Segundo o médico, os antibióticos interferem na flora intestinal. Portanto, podem causar importantes alterações do funcionamento digestivo, tais como diarreia, má absorção dos alimentos e constipação. “Estudos realizados e referenciados em bibliografias revelam que o efeito é positivo na prevenção de infecções das vias urinárias. Isto porque o cranberry contém proantocianidinas. Assim, vale salientar que a utilização da fruta data de centenas de anos pela população nativa americana e pelos europeus como forma de medicina”, afirma a farmacêutica responsável técnica da Liteé, Helaine de Lima.

O consultor médico da Herbarium complementa dizendo que estudos mostram resultados equivalentes entre o cranberry e o trimetoprim (antibiótico) na prevenção do problema. Porém, a quantidade de efeitos adversos foi bem maior com o uso do antibiótico. Portanto, o uso de cranberry na prevenção das ITUs oferece resultados equivalentes, mas com perfil de tolerabilidade superior.

Quem faz uso do Cramberry?

Os benefícios da fruta são mais buscados por mulheres, que sofrem mais com as ITUs. O Dr. Jones explica que elas são mais suscetíveis à doença porque a uretra é curta, permitindo o rápido acesso de bactérias à bexiga. Além disso, a abertura da uretra fica próxima de fontes de bactérias.

As taxas de infecção urinária são mais altas em mulheres pós-menopáusicas por diversas causas. As mais importantes são: prolapso (queda) da bexiga ou do útero, causando esvaziamento incompleto da bexiga e baixa de estrogênio com alterações na flora vaginal. Além disso, há a diminuição dos lactobacilos, que são importantes para a manutenção da flora vaginal normal, permitindo a colonização perirretral com bactérias anaeróbicas gram negativas, como a E. coli.

Para facilitar a vida dessas pessoas que sofrem com infecções urinárias constantemente, a indústria de suplementos vitamínicos criou cranberry em cápsulas. Atualmente, os pacientes podem encontrar vitaminas apresentadas em cápsulas duras, cápsulas gelatinosas, comprimidos e formulações solúveis.

O cramberry é seguro?

“O uso de cranberry é considerado seguro quando utilizado de forma correta. No entanto, de maneira inadequada, a utilização em grande quantidade, pode ocasionar em quadro diarreico. É contraindicado para pessoas que são alérgicas a algum componente existente na fruta. Os resultados obtidos podem variar de pessoa para pessoa, já que cada organismo é único e reage de uma forma individual”, frisa Helaine.

O alimento apresenta, ainda, nutrientes em sua composição, como vitaminas, incluindo vitamina C e A, fibras e sais minerais. Há ainda a presença de antocianinas, flavonoides, proantocianidinas, taninos condensados, ácido fenólico e quantidades significativas de substâncias antioxidantes.

“Por conter vários fitonutrientes em sua composição, o cranberry pode atuar no sistema imunológico pela ação da vitamina C e no trato urinário por conter as proantocianidinas. Além disso, pode proteger contra doenças cardiovasculares devido à presença de substâncias antioxidantes”, revela Helaine.

Foto: Shutterstock

Polêmica nos fármacos

Edição 306 - 2018-05-01 Polêmica nos fármacos

Essa matéria faz parte da Edição 306 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o colunista

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.