fbpx

Suplementos Esportivos como aliados do corpo

Somados à boa alimentação e às atividades físicas, alguns suplementos podem ser usados para potencializar os resultados

Alimentação equilibrada e atividade física. Esta é a combinação ideal para quem deseja um corpo perfeito. Mas para potencializar os resultados – ganhando massa muscular e melhorando a performance esportiva, por exemplo –, os suplementos esportivos são grandes aliados, especialmente no verão, época em que o corpo fica mais à mostra.

“Os benefícios dos suplementos são muitos e o organismo pode necessitar deles para que os resultados do treinamento sejam mais eficazes”, afirma o professor de Educação Física e Nutricionista Esportivo, especialista em preparação física e suplementação esportiva e docente do Curso de Educação Física da Universidade Anhanguera de Santo André, Rogério Frade.

“Os suplementos esportivos podem acelerar o processo de emagrecimento, ganho de massa muscular e rendimento nos treinos, como aumento da força. Alguns atuam na recuperação pós-treino, outros durante o treino, dando mais disposição e diminuindo a sensação de cansaço”, completa Frade.

Apesar dos benefícios, esses produtos não fazem milagres. Também é importante não exceder a quantidade recomendada. Além disso, há restrições de consumo para hipertensos, cardíacos, diabéticos, gestantes, idosos e crianças. É preciso, ainda, estar atento a alguns pontos, como: procedência, local de armazenamento, validade e se o produto está proibido no Brasil.

Por isso, é essencial tomar alguns cuidados para evitar prejuízos à saúde. “O consumo de suplementos esportivos deve ser feito sempre com acompanhamento médico para seguir a necessidade específica de cada um”, recomenda a endocrinologista da GlobalMed Clínica, Dra. Marcella Maria Soares.


Suplementos esportivos mais procurados no verão

Whey Protein

É um suplemento de proteína extraído do soro do leite de vaca e que tem amplo respaldo científico de eficácia. “Auxilia no ganho de massa muscular, promovendo hipertrofia, além de ajudar na recuperação entre os treinos e diminuição da fadiga, afirma o endocrinologista da Endoclínica SP, Dr. Rafael Pergher. O consumo de whey protein deve ser orientado por médico ou nutricionista a fim de evitar a ingestão de proteínas em excesso.

BCAA (aminoácidos de cadeia ramificada)

Trata-se de um composto formado pelos aminoácidos valina, leucina e isoleucina – essenciais para síntese de proteína. Por isso, este tipo de suplemento é usado antes ou após os treinos para auxiliar na formação de massa muscular e melhorar a resistência a fadiga.

“Importante salientar que a maioria dos suplementos de whey protein possuem quantidades significativas de BCAA, portanto, não há sentido em recomendar o uso do BCAA para as pessoas que já utilizam doses adequadas de whey protein”, comenta o Dr. Pergher. Portanto, também é preciso ter a orientação de um médico ou nutricionista para evitar o consumo de proteínas em excesso.

Termogênicos

São feitos à base de cafeína e atuam no Sistema Nervoso Central (SNC), acelerando o metabolismo e diminuindo a gordura corporal. O Dr. Pergher alerta que os termogênicos são vendidos com a proposta de emagrecedores, porém não têm efeito na perda de peso, pois não conseguem aumentar a taxa metabólica significantemente a ponto de ocorrer queima calórica.

“A cafeína, presente nos termogênicos, possui benefício na melhora de performance e tolerância à fadiga, porém não ajuda no emagrecimento como já comprovado em diversos estudos”, afirma.

Os termogênicos feitos à base de ingredientes naturais não devem ser tomados sem indicação de um nutricionista ou médico, já que pessoas sensíveis à cafeína podem ter reações como taquicardia, aumento da pressão arterial e insônia, segundo o  professor de Educação Física e Nutricionista Esportivo, especialista em preparação física e suplementação esportiva e docente do Curso de Educação Física da Universidade Anhanguera de Santo André, Rogério Frade.

Glutamina

A finalidade deste aminoácido é ajudar na hipertrofia muscular e melhorar a resposta de imunidade, diminuindo a incidência de infecções. As concentrações de glutamina após a atividade física intensa são reduzidas, por isso a sua suplementação colabora para a melhora do sistema imune.

Creatina

É uma substância que fica estocada no músculo e tem a função de fornecimento de energia para contração muscular de alta intensidade.

“A creatina demonstrou ser eficaz em aumentar a potência e o rendimento de atividades de explosão anaeróbicas, como a musculação. Seu uso está associado ao aumento de massa muscular e melhora de desempenho”, explica o Dr. Pergher.

Segundo ele, a creatina deve ser evitada por pessoas com doença renal crônica (insuficiência renal). Embora não haja evidências de que essa substância prejudique a função dos rins, seu uso pode interferir na análise do exame de sangue da creatinina, prejudicando a avaliação da função renal em pacientes com insuficiência renal.

Bebidas esportivas

As bebidas esportivas são compostas por carboidratos e sais minerais. Além da hidratação – essencial no verão –, são recomendadas para retardar a fadiga muscular e melhorar o rendimento esportivo em geral. Para consumi-las, a atividade física precisa ter duração superior a uma hora ou então ser muito intensa.

“Exige-se cautela no consumo dessas bebidas. Por serem ricas em sódio, podem levar ao aumento da pressão arterial’, adverte Frade.

Foto: Shutterstock

Líderes inspiradores

Edição 327 - 2020-02-02 Líderes inspiradores

Essa matéria faz parte da Edição 327 da Revista Guia da Farmácia.