fbpx

Medicamento da Roche ajuda em casos mais graves de Covid-19

O Actemra, da Roche alcançou 'eficiência' entre pacientes graves com Covid-19 na comparação com aqueles que não receberam tratamentos de modulação imunológica

O Actemra, da farmacêutica Roche, ajudou pacientes mais graves de Covid-19 em um estudo com 303 pessoas, disse o principal investigador do teste na última quinta-feira (20) ,o que fortalece os indícios até agora mistos de que o remédio contra artrite pode ser reaproveitado para auxiliar no combate à pandemia.

O Actemra, um anti-inflamatório também chamado de tocilizumab, alcançou um “ponto central de eficiência” entre pacientes gravemente doentes na comparação com pacientes que não receberam tratamentos de modulação imunológica, de acordo com dados iniciais do teste Remap-Cap.

Mesmo sem dados específicos, porém, o professor de anestesia e cuidados críticos do Imperial College de Londres, Anthony Gordon, disse que o Actemra da Roche para ajudar pacientes com Covid-19, tem um sinal inicial do estudo promissor, já que existe 99,75% de probabilidade de o Actemra ser melhor do que não receber nenhum modulador do sistema imunológico.

Embora o aumento da sobrevivência seja ideal, reduzir a necessidade de cuidados intensivos também é importante, já que diminuiria o fardo sobre os hospitais, onde a taxa de ocupação cresceu durante a segunda onda de infecções de coronavírus.

“Ainda achamos que é importante. “Mas, obviamente, esperamos que ele melhore ambos, e estamos buscando isso”, disse Gordon.

Roche alerta para expectativas muito altas por vacinas ainda neste ano 

OMS desaconselha uso do remdesivir contra Covid-19 

 

 

Fonte: Exame / Reuters

Foto: Shutterstcok

Deixe um comentário