Medicamentos para hospitais sobem 1,37% em dezembro

De acordo com a Fipe o desabastecimento do mercado doméstico e a elevação tanto do dólar quanto do preços de insumos contribuíram para este aumento

Após quatro meses seguidos em queda, os preços de medicamentos para hospitais subiram 1,37% em dezembro, conforme índice monitorado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Em 2020, o Índice de Preços de Medicamentos para Hospitais (IPM-H) acumulou alta de 14,36%.

Sendo que no período da pandemia (de fevereiro a dezembro) houve, então, inflação de 12,15% desses produtos.

A Fipe elabora o indicador junto com a Bionexo, tendo como base as transações entre fornecedores e hospitais.

Assim, antes de dezembro, o índice mostrou variações negativas em outubro (-0,11%), agosto (-1,82%), setembro (-2,48%) e novembro (-0,65%).

O resultado do mês passado foi puxado por medicamentos de aparelho digestivo e metabolismo (+13,77%), sistema nervoso (+5,22%), sistema musculesquelético (+3,09%) e aparelho cardiovascular (+1,42%).

Também estão incluídos nesses grupos medicamentos receitados em casos graves de Covid-19, como por exemplo anestésicos e analgésicos.

Ainda em 2020, os medicamentos subiram mais do que a alta de 4,52% medida pelo índice oficial de inflação.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), porém, ficaram abaixo da inflação registrada pelo IGP-M (23,14%).

O comportamento do índice durante a pandemia, conforme a Fipe, pode ser atribuído, entre outros motivos, ao choque de demanda das unidades de saúde, desabastecimento do mercado doméstico e também a elevação tanto do dólar quanto do preço de insumos.

Fontes: IstoÉ Dinheiro / Estadão Conteúdo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário