fbpx

Mercado brasileiro de Consumer Health volta a crescer

Dados da IQVIA mostram principais evoluções do setor

Pelo segundo ano consecutivo, a IQVIA realiza o Consumer Health Conference. O evento, realizado em São Paulo, ontem (10/10), revela alguns dos principais resultados e projeções para o mercado de consumo no canal farma – incluindo os Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), produtos de Higiene & Beleza (H&B), entre outros.

O global general manager consumer health da IQVIA, Prasanna Pitale, deu início à programação falando sobre o mercado global de OTC (Over The Counter, sigla em inglês para os MIPs). De acordo com ele, os países em desenvolvimento são os principais impulsionadores do mercado.

O Brasil contempla o maior mercado dentro da América Latina e, após uma recessão, começa a ver os resultados de um novo aquecimento do setor. As estimativas da IQVIA revelam que o mercado global de MIPs poderá crescer cerca de 6% no próximo ano.

Em seguida, o vice-presidente RWAS & Technology da IQVIA, Sydney Clark, dividiu todo o mercado de Consumer Health no Brasil para explicar como acontece o crescimento de cada área. Os MIPs, por exemplo, têm pouca capacidade de inovação e novos produtos, ganhando mercado em volume e preço/mix.

Já o H&B massivo tem os lançamentos como seu principal agente de crescimento. No MAT* ago-18, a preço consumidor em reais, de um total de R$ 934 milhões, R$ 454 milhões foram de lançamentos, R$ 228 milhões em preço/mix e 252 milhões em volume.

“Os lançamentos são muito maiores nesse segmento por uma questão quase que lógica. É um mercado não regulado, então as empresas conseguem desenvolver novos produtos a todo momento”, frisa ele.

Entre as regiões com maiores mercados de Consumer Health, em primeiro lugar está o Sudeste. A grande surpresa é o Nordeste que, com crescimento de 15%, passou o Sul e tornou-se o segundo maior mercado. Em seguida estão: Sul, Centro-Oeste e Norte.

O associate director Consumer Health, Rodrigo Kurata, mostrou quais são os MIPs mais vendidos no Brasil, por patologia:

  • Dor e Febre;
  • Gripe, Tosse, Dor de Garganta;
  • Dores Menstruais;
  • Azia e Má Digestão;
  • Nariz Entupido, Lubrificantes Nasais;
  • Alergia;
  • Dores Abdominais;
  • Gases ou Inchaço Abdominal;
  • Vitaminas;
  • Cuidado para Olhos;
  • Intestino Preso;
  • Diarreia;
  • Tratamento de pele;
  • Tônicos e Estimulantes;
  • Perda de Peso.

Além disso, uma pesquisa da IQVIA revelou que boa parte das pessoas (44%) vai à farmácia comprar um MIP quando sente algum sintoma não preocupante. O principal motivo para ir direto ao ponto de venda (PDV) e não procurar um médico antes é já conhecer os sintomas e saber como lidar com o problema.

*MAT significa Moving Annual Total (Movimento Anual Total, em português)

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.