Mercado brasileiro de Consumer Health volta a crescer

Dados da IQVIA mostram principais evoluções do setor

Pelo segundo ano consecutivo, a IQVIA realiza o Consumer Health Conference. O evento, realizado em São Paulo, ontem (10/10), revela alguns dos principais resultados e projeções para o mercado de consumo no canal farma – incluindo os Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), produtos de Higiene & Beleza (H&B), entre outros.

O global general manager consumer health da IQVIA, Prasanna Pitale, deu início à programação falando sobre o mercado global de OTC (Over The Counter, sigla em inglês para os MIPs). De acordo com ele, os países em desenvolvimento são os principais impulsionadores do mercado.

O Brasil contempla o maior mercado dentro da América Latina e, após uma recessão, começa a ver os resultados de um novo aquecimento do setor. As estimativas da IQVIA revelam que o mercado global de MIPs poderá crescer cerca de 6% no próximo ano.

Em seguida, o vice-presidente RWAS & Technology da IQVIA, Sydney Clark, dividiu todo o mercado de Consumer Health no Brasil para explicar como acontece o crescimento de cada área. Os MIPs, por exemplo, têm pouca capacidade de inovação e novos produtos, ganhando mercado em volume e preço/mix.

Já o H&B massivo tem os lançamentos como seu principal agente de crescimento. No MAT* ago-18, a preço consumidor em reais, de um total de R$ 934 milhões, R$ 454 milhões foram de lançamentos, R$ 228 milhões em preço/mix e 252 milhões em volume.

“Os lançamentos são muito maiores nesse segmento por uma questão quase que lógica. É um mercado não regulado, então as empresas conseguem desenvolver novos produtos a todo momento”, frisa ele.

Entre as regiões com maiores mercados de Consumer Health, em primeiro lugar está o Sudeste. A grande surpresa é o Nordeste que, com crescimento de 15%, passou o Sul e tornou-se o segundo maior mercado. Em seguida estão: Sul, Centro-Oeste e Norte.

O associate director Consumer Health, Rodrigo Kurata, mostrou quais são os MIPs mais vendidos no Brasil, por patologia:

  • Dor e Febre;
  • Gripe, Tosse, Dor de Garganta;
  • Dores Menstruais;
  • Azia e Má Digestão;
  • Nariz Entupido, Lubrificantes Nasais;
  • Alergia;
  • Dores Abdominais;
  • Gases ou Inchaço Abdominal;
  • Vitaminas;
  • Cuidado para Olhos;
  • Intestino Preso;
  • Diarreia;
  • Tratamento de pele;
  • Tônicos e Estimulantes;
  • Perda de Peso.

Além disso, uma pesquisa da IQVIA revelou que boa parte das pessoas (44%) vai à farmácia comprar um MIP quando sente algum sintoma não preocupante. O principal motivo para ir direto ao ponto de venda (PDV) e não procurar um médico antes é já conhecer os sintomas e saber como lidar com o problema.

*MAT significa Moving Annual Total (Movimento Anual Total, em português)

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário