Merck aponta otimismo com o mercado chinês

Empresa colabora com a GenScript para acelerar a industrialização de terapias celulares e genéticas no país

A Merck, empresa líder em ciência e tecnologia, anunciou a assinatura de um Memorando de Entendimento não vinculativo com a empresa chinesa de biotecnologia, a GenScript, para formarem uma aliança estratégica com o objetivo de fabricar plasmídeos e vetores virais. “A fabricação de plasmídeos e vetores virais de alta qualidade é um dos componentes mais críticos na comercialização de terapias celulares e genéticas”, disse o integrante do conselho executivo da Merck e diretor executivo da área de ciências biológicas, Udit Batra. “Como somos um dos maiores fabricantes mundiais de vetores virais, essa colaboração concederá à GenScript acesso à nossa experiência pioneira de quase três décadas na fabricação de terapias genéticas e celulares”, acrescentou.

As partes vislumbram uma parceria que acelerará a industrialização e a comercialização de terapia celular e genética na China. A GenScript, na liderança da biotecnologia, com sede em Nanjing, China, pretende criar uma plataforma de padrão mundial de serviços de fabricação de plasmídeos e vírus no país. A Merck planeja fornecer à GenScript abrangência de produtos, treinamentos e serviços de consultoria que incluam a criação de processos, o projeto conceitual das instalações e a configuração do sistema de gestão de qualidade, desde o desenvolvimento do laboratório até a fabricação com base em boas práticas em ampla escala.

A confluência de demanda, crescimento e consequente necessidade de ampliar o mercado de terapia celular e genética na China é um dos fatores importantes para que a Merck forneça seu conhecimento especializado a esta região. De acordo com o site clinicaltrials.gov, a China é líder mundial em termos de onde os estudos clínicos de terapias celulares por genes modificados são conduzidos. Hoje, mais de 130 empresas chinesas estão desenvolvendo terapias celulares e genéticas. Além disso, na China, há 28 solicitações de novos fármacos em investigação (Investigational New Drug) para terapias celulares e genéticas, feitas entre dezembro de 2017 e dezembro de 2018, com mais de um terço já aprovadas para estudos clínicos.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Anvisa aprova novo tratamento oral para câncer de mama avançado

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário