fbpx

Merck inicia testes de tratamento para Covid-19

Anvisa autorizou ensaios clínicos no país da molécula M5049 para o tratamento de pacientes com pneumonia causada por Covid-19

A Merck, empresa líder em ciência e tecnologia, anuncia que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou os testes clínicos para a nova molécula denominada M5049 para o tratamento de pacientes com pneumonia causada por Covid-19. A empresa iniciará um estudo clínico controlado e randomizado de Fase II, avaliando a segurança e a eficácia da M5049 em parte desses pacientes.

A M5049 é uma molécula potencial de primeira classe que bloqueia a ativação dos receptores tipos TLR7 e TLR8, dois sensores imunológicos inatos que detectam o RNA de cadeia simples de vírus como o SARS-CoV-2, o vírus responsável pelo Covid-19. A ativação dos TLR7/8 leva ao acionamento de células imunes, que quando não adequadamente controladas, podem levar à evolução para a forma grave da doença.

O objetivo do estudo é investigar se a utilização da M5049 em um ponto crítico no curso da doença de Covid-19 pode impedir ou melhorar a resposta inflamatória em pacientes com pneumonia e barrar a progressão para um quadro mais grave. Além disso, o estudo visa avaliar se a utilização bem-sucedida do medicamento experimental pode reduzir as complicações com risco de vida, incluindo sintomas respiratórios graves que geralmente precisam de intervenções médicas adicionais, como ventilação mecânica.

Merck no tratamento da Covid-19

“Na Merck, globalmente nós estamos dedicados a servir os pacientes, cientistas e profissionais de saúde ao redor do mundo. E agora mais do que nunca!”, disse Pedro Galvis, presidente da Merck no Brasil. “Com a M5049, nosso objetivo é estudar uma nova abordagem para o tratamento de complicações graves do Covid-19 que, supomos, poderia traduzir-se para outros vírus de RNA de fita simples, incluindo outros coronavírus”.

A princípio, a M5049 será investigada em um estudo randomizado, controlado por placebo, nos Estados Unidos e no Brasil. Além do tratamento padrão, que pode incluir tratamentos antivirais, os indivíduos receberão uma das duas doses de M5049 ou placebo. O objetivo é comparar a M5049 ao placebo com base nos resultados do paciente.

A M5049 foi descoberta internamente na Merck e concluiu recentemente um estudo da Fase I em voluntários saudáveis. A empresa está avaliando a M5049 em outras indicações de imunologia, além de uma potencial intervenção terapêutica contra o Covid-19.

Este estudo de fase II complementa a resposta existente da Merck à pandemia de Covid-19, que também inclui contribuições em espécie, doações de produtos, bem como participação em consórcios e parcerias destinadas a combater a pandemia. Saiba mais sobre a contribuições da Merck em: https://www.merckgroup.com/br-pt/company/corona-pandemic.html

Merck abre vagas para o programa de estágio 2021 

Foto e fonte: Merck

Deixe um comentário