Destaques & lançamentos

MSD Brasil custeia 100% do tratamento antitabagismo para colaboradores

Farmacêutica deseja ser uma empresa globalmente livre do tabaco

 O Dia Nacional de Combate ao Fumo celebrado no próximo dia 29 de agosto reforça as políticas existentes para o combate ao fumo e a importância do tratamento antitabagismo, identificando o tabagismo como um problema coletivo, já que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano.
Sendo que mais de 7 milhões dessas mortes resultam do uso direto do cigarro, enquanto cerca de 1,2 milhão é o resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo.

Com o objetivo de ser uma empresa globalmente livre do tabaco, a MSD tomou algumas providências com relação ao consumo da substância nas dependências da companhia.

Qualquer propriedade própria ou alugada pela empresa, como edifícios, zonas de descanso, garagens, estacionamentos e carros corporativos da empresa são zonas livres de tabaco.

Além de não possuir mais áreas designadas para fumar em nenhuma de suas unidades ou escritórios.

“É muito importante deixar claro que nosso funcionário que fuma não é obrigado a deixar de fumar e continuará sendo tratado com todo o respeito que sempre mereceu e sempre merecerá da MSD. A ideia é apoiar aqueles que desejarem obter apoio para abandonar o cigarro,” comenta o diretor de RH da MSD para as divisões de Saúde Humana e Animal no Brasil, Andres Massoni.

Apoio no tratamento antitabagismo 

A companhia oferece todo suporte necessário por meio de um programa de apoio que fornecerá subsídio de 100% no custo de medicamentos antitabagismo para o funcionário que desejar parar de fumar.
Além do apoio psicológico pelo plano de saúde e Resources for Living, programa de assistência ao funcionário disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.
Ele é gratuito e confidencial, que conta também com treinamento com dicas sobre como parar de fumar.
Fonte: MSD Brasil
Foto: Shutterstock
Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário