Na luta contra a DPOC

A iniciativa, denominada “Projeto Espirometria”, já beneficiou 108 instituições

A GSK já patrocinou mais de 32 mil exames de espirometria no Brasil, nos últimos cinco anos, a fim de diagnosticar pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), de forma gratuita. A iniciativa, denominada “Projeto Espirometria”, já beneficiou 108 instituições, em cidades como Guarulhos, São José dos Campos, Uberlândia, Duque de Caxias, Xerém e Nova Iguaçu, retardando o diagnóstico e o tratamento da doença.

“O diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento adequado da DPOC e o projeto de espirometria aumenta o acesso ao exame confirmatório em regiões com importante demanda reprimida”, afirma a diretora médica associada da GSK, Tatiana Castello Branco.

Caracterizada pela bronquite crônica, enfisema pulmonar ou ambos os problemas, a DPOC acarreta na obstrução do fluxo de ar que interfere na respiração do indivíduo. Hoje, a doença atinge 7 milhões de brasileiros e mais de 210 milhões de pessoas no mundo inteiro — sendo que essa deverá ser a terceira principal causa de morte no planeta, até 2030, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde. 

Ainda muito desconhecida pela população e muitas vezes confundida com a asma, a DPOC é causada principalmente pela fumaça do cigarro e pelo tabagismo passivo. Ela atinge pessoas com pelo menos 40 anos de idade, quando os primeiros sintomas começam a aparecer.

Fonte: GSK
Foto: Shutterstock

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário