fbpx

No combate à obesidade, exames de bioimpedância são oferecidos gratuitamente em São Paulo

Ação organizada pela campanha Saúde Não Se Pesa no Dia Mundial da Obesidade visa conscientizar a população sobre a doença

Pela primeira vez, o Dia Mundial da Obesidade será realizado em um único dia em todo o mundo: 4 de março. O objetivo é expandir e reforçar a conscientização da população sobre essa doença crônica crescente, que também é um dos maiores desafios da saúde pública mundial. São 2,3 bilhões de crianças e adultos com sobrepeso ou obesidade; no Brasil, esse número chega a 41 milhões de pessoas.

Para alertar sobre a situação, a campanha Saúde Não Se Pesa irá oferecer gratuitamente o exame de bioimpedância. O exame analisa a composição corporal e indica a quantidade aproximada de massa magra (músculo), de água corporal e de gordura contida no corpo. A ação acontecerá nos dias 4 a 7 de março, das 11h às 20h, no Shopping Eldorado, Zona Oeste de São Paulo (SP). Além dos exames, os interessados poderão receber orientações de nutricionistas, tirando suas dúvidas sobre obesidade. Aquelas que forem diagnosticadas com a doença serão orientadas a buscar um médico especialista.

Dia Mundial da Obesidade

A ação faz parte da campanha Saúde Não Se Pesa, um movimento de conscientização sobre a obesidade, em parceria com a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). Em seu quinto ano, a campanha busca dar continuidade ao esclarecimento da obesidade como doença crônica, quebrando estigmas e trazendo o assunto para debate. Suas iniciativas trazem informações e dados que evidenciam as doenças associadas à obesidade e os benefícios que o seu controle pode oferecer para uma melhor saúde e maior qualidade de vida.

O presidente da ABESO, Mario Carra, enfatiza a importância desse tipo de ação, que alerta a população sobre o risco de ter obesidade e não tratar da forma adequada. Assim, ajudando a evitar que as complicações relacionadas à doença atinjam essas pessoas. “Com esse tipo de iniciativa, conseguimos orientar a população que, por desconhecimento e falta de informações sobre a obesidade e seu tratamento, tenderia a conviver com suas complicações associadas, que podem limitar a qualidade de vida”, explica.

Associada a mais de 195 complicações

Os brasileiros atingiram o maior índice de obesidade nos últimos 13 anos, de acordo com pesquisa mais recente do Ministério da Saúde. O número de pessoas com obesidade no país aumentou 67,8% entre 2006 e 2018, saindo de 11,8% para 19,8%.

O aumento é alarmante, pois o ganho de peso está associado a mais de 195 doenças, dentre elas câncer e acidente vascular cerebral (AVC)3. O risco em uma pessoa com obesidade desenvolver essas complicações ocorre devido às alterações metabólicas e mecânicas causadas no corpo. As principais complicações relacionadas à obesidade são: hipertensão, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, doença pulmonar, AVC, apneia do sono, osteoartrite, depressão e câncer.

A endocrinologista e diretora médica da Novo Nordisk, Priscilla Mattar, afirma que a obesidade é uma doença crônica ocasionada por diversos motivos, como fatores genéticos, ambientais e psicológicos, entre outros. “O essencial é que as pessoas tenham conhecimento sobre a complexidade dessa doença; bem como que procurem um médico que indique o tratamento adequado, seja ele com mudança nos hábitos de vida, associados ou não ao tratamento medicamentoso ou cirúrgico”, finaliza.

 

Foto: Shutterstock

Fonte: Saúde não se pesa

Deixe um comentário