No Recife, farmácias são obrigadas a apresentar informações sobre genéricos em Braile

Lei obriga os estabelecimentos a manter uma lista de medicamentos genéricos em braile para consulta


Foi sancionada pelo prefeito Geraldo Júlio uma lei que obriga as farmácias e drogarias do Recife a apresentar informações sobre medicamentos genéricos em braile. A Lei 18.182/2015 foi a transformação do projeto 246/213 do vereador Romerinho Jatobá. “Uma luta de dois anos, mas que valeu a pena. Seus efeitos são imensuráveis”, enfatizou. A lei que obriga os estabelecimentos a manter uma lista de medicamentos genéricos em caracteres braille a disposição do público para consulta foi sancionada no dia 7 de dezembro de 2015, porém devido ao recesso, só teve repercussão agora.

“Sabe-se que o número de pessoas com deficiência visual em nossa cidade constitui uma parcela significativa do mercado consumidor de medicamentos e também um contingente bastante carente de maior inclusão social. Neste sentido, se faz necessário a disponibilização de uma lista de medicamentos genéricos em braile, permitindo que essa parte de nossa população tenha acesso a esses remédios mais baratos. O nosso projeto foi abraçado por todos da casa e pelo prefeito, Geraldo Júlio”, comentou Romerinho Jatobá.

Para o vereador, acessibilidade e comunicação são dois dos maiores desafios para as pessoas especiais portadoras de deficiência visual. “Nosso projeto, que agora é Lei, passa muito pela questão da cidadania, do respeito para com o próximo. É um exemplo de inclusão social”, acrescentou Romerinho.


Seu estado também exige a Lista em Braile? Reserve a sua aqui: http://www.lojacontento.com.br/p/66/lista-de-precos-de-medicamentos-em-braile

Fonte: Blog de Jamildo – PE
Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário