Novartis acelera esforços em direção às metas ESG

Objetivo é aumentar o acesso a medicamentos, melhorar a equidade na saúde e atingir emissões de carbono zero

A Novartis compartilhou o progresso de suas metas ambientais, sociais e de governança e discutiu temas como os desafios para o acesso a medicamentos, saúde e segurança do paciente, inovação e padrões éticos em evento realizado para investidores na Suíça.

 A exemplo disso, alcançou 29 milhões de pacientes no mundo por meio de programas de acesso,.

E manteve-se na liderança na pesquisa de uma terapia de próxima geração contra a malária.

Além disso, pretende chegar à emissão de carbono zero até 2040.

E também firmar compromisso com instituições de ensino americanas, historicamente negras, para minimizar as disparidades nos resultados de saúde.

“ESG é fundamental para a estratégia da Novartis e é fundamental para cumprir com o nosso propósito de reimaginar a medicina para melhorar e prolongar a vida das pessoas. Juntamente com nossa cultura inspirada, curiosa e imparcial, acreditamos que os esforços do ESG ajudarão a impulsionar o desempenho geral como empresa e fornecer valor de longo prazo para nossos acionistas”, afirma o CEO da Novartis, Vas Narasimhan.

Índice de acesso a medicamentos

O acesso a medicamentos ainda é um dos maiores desafios de saúde do mundo e, conforme a recente avaliação de materialidade da Novartis, também é um dos tópicos ESG mais relevantes para a empresa.

Seguindo um planejamento estruturado de acesso, a Novartis foi reconhecida pelo Índice de Acesso a Medicamentos (tradução livre da premiação global Access to Medicine Index) repetidamente seus esforços nesta arear.

Classificando, ent]ão, a empresa em segundo lugar no índice 2021 e destacando como única empresa com estratégias de acesso equitativo em países de baixa renda em todo o seu portfólio.

O presidente da Novartis Brasil, Renato Carvalho, salienta que o Brasil tem contribuído efetivamente para as metas globais da empresa.

Tanto no comprometimento com o paciente quanto ao impacto de suas atividades no meio ambiente.

“No acesso a medicamentos, atuamos fortemente em diversas abordagens para garantir que estejam disponíveis onde são necessários, incluindo preços diferenciados, modelos de negócios inovadores e estratégias de marca em mercados emergentes”, reforça o executivo.

Tornando a inovação acessível e econômica em ambientes de baixa renda

Além disso, a estratégia da Novartis na África Subsaariana está entregando um modelo de negócios sustentável, demonstrando um aumento de 29% nos pacientes atendidos (primeiro semestre de 2021 versus o mesmo período do ano passado) juntamente com um aumento de 22% nas vendas líquidas durante o mesmo período.

Para todos os novos medicamentos, a Novartis visa integrar sistematicamente estratégias de acesso para alcançar pacientes em vulnerabilidade social. Em alinhamento com seus princípios de acesso, a empresa pretende expandir o acesso a terapias inovadoras em áreas de grandes necessidades não atendidas.

No início de setembro, a Novartis anunciou um acordo com o NHS, sistema público de saúde do Reino Unido, como parte de uma abordagem inédita de gestão da saúde da população para permitir um acesso amplo e rápido a uma nova terapia da empresa.

Colaboração para lidar com disparidades de saúde nos EUA

Em julho, a Novartis e a Novartis US Foundation anunciaram uma colaboração de 10 anos com a Coursera, a National Medical Association, o Thurgood Marshall College Fund, a Morehouse School of Medicine e mais 26 faculdades, universidades e escolas médicas historicamente negras (HBCUs).

Para criar programas que abordam, portanto, as origens das disparidades nos serviços de saúde.

E que também promovam maior diversidade, equidade e inclusão em todo o ecossistema de pesquisa e desenvolvimento.

O acordo inclui um comprometimento de US$ 20 milhões para ajudar a preparar até 1.200 estudantes negros e afro-americanos para se tornarem a próxima geração de líderes em saúde, ciência, tecnologia e negócios.

Além de planos para estabelecer três centros de pesquisa habilitados digitalmente.

Incluindo um centro de excelência de ensaios clínicos para aumentar a diversidade entre os investigadores e participantes de ensaios clínicos.

Diversidade

A Novartis também anunciou um novo compromisso com a diversidade em estudos clínicos.

Com uma nova meta de incorporar os princípios de diversidade e inclusão em 100% dos estudos de Fase 3 com participação dos Estados Unidos.

.Na próxima fase, a Novartis pretende expandir os esforços para ensaios clínicos no Canadá e no Reino Unido.

A Novartis tem plena consciência do impacto das mudanças climáticas na saúde humana e também nos padrões de variação das doenças.

Dessa maneira, a companhia dispõe como objetivo ser líder em sustentabilidade ambiental e um catalisador para transformações positivas.

A empresa está fazendo um progresso constante em relação à meta global de 2025 de atingir, então, a neutralidade de carbono em suas próprias operações.

Com uma redução, poratnto, de 28% nas emissões de carbono (Escopo 1 e 2) até o momento.

A partir, então, de uma linha de base de 2016.

Reforçando ainda mais suas metas ambiciosas de neutralidade total de carbono até 2030, a Novartis está, dessa maneira, se comprometendo a atingir zero líquido em sua cadeia de valor até 2040.

Novartis lança resultado do terceiro trimestre de 2021 e diz que pode alienar a unidade Sandoz 

Fonte: Novartis

Foto: Sutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário