O papel das fibras no funcionamento do intestino

Pesquisa IBOPE Inteligência, encomendada por FiberNorm®, indica conhecimento da população sobre o tema

A maior parte das pessoas (70%) acredita ter uma alimentação saudável e 78% dizem consumir fibras no dia a dia; além disso, 74% dizem saber qual é o papel das fibras no funcionamento do intestino, mas somente 30% sabem qual a diferença entre as fibras solúveis e as insolúveis. Os dados são de uma pesquisa feito pelo IBOPE Inteligência, encomendada por FiberNorm® e foram divulgados durante evento realizado pela Takeda, no último dia 30, na capital paulista.

No encontro, a gastroenterologista e professora associada da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Dra. Maria do Carmo Friche, o papel das fibras é fundamental para o funcionamento do intestino. Junto com a água, elas formam o bolo fecal e ajudam para que o paciente não sofra com prisão de ventre. O ideal, conforme complementa a nutricionista da Universidade de São Paulo (USP), Marcia Daskal, é a ingestão média de 20 gramas a 25 gramas de fibras por dia, o que representa, aproximadamente, cinco porções razoáveis desses alimentos.

Fibras solúveis ou insolúveis? Saiba diferenciar

O papel das fibras na alimentação é fundamental, mas para que tenham resultados satisfatórios, é imprescindível que mais de um tipo de alimento seja consumido, pois existem fibras insolúveis e solúveis. O primeiro tipo são aquelas fibras que não são absorvidas de maneira alguma, enquanto as solúveis são absorvidas por bactérias no organismo. O ideal é que ambas sejam consumidas para ajudar de fato na produção de bolo fecal.

Com a correria do dia a dia e a presença de alimentos não tão saudáveis nas refeições, foram criadas as fibras em pó, que suplementam a necessidade diária das fibras. Elas ajudam a regular o funcionamento do intestino que deve funcionar, em média, de três vezes por dia até três vezes por semana. Além disso, explica a Dra. Maria do Carmo, a evacuação deve acontecer sem peso ou muito esforço.

A ingestão das fibras deve ser feita aos poucos, frisa a nutricionista, para que não haja desconforto com gases no início da mudança de rotina. Além disso, é preciso comer em horários regulares para ajudar a criar uma rotina intestinal, tomar ao menos dois litros de água por dia e fazer exercícios físicos regulares.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação/ Guia da Farmácia

 

 

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário